uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Desavenças antigas acabaram a tiro e à paulada em Ulme

Edição de 27.06.2007 | Sociedade
Um homem foi agredido à paulada e ferido com dois tiros de pistola de calibre 7,65, no interior de um café em Ulme, Chamusca. As agressões que aconteceram domingo foram perpetradas por dois homens, pai e filho, também residentes na Chamusca. Conflitos antigos estarão na origem da agressão. Há pouco tempo os três indivíduos envolveram-se numa briga na Chamusca, de onde um deles saiu muito mal tratado - esteve mesmo internado durante algum tempo num hospital de Lisboa.Agora, segundo uma testemunha ocular, a vítima encontrava-se encostada ao balcão de um café em Ulme quando os dois agressores entraram de rompante. O mais novo terá dado uma paulada na cabeça da vítima, que já a sangrar se voltou para se defender. Nessa altura, o agressor mais velho disparou o primeiro tiro que o atingiu numa virilha. A vítima ainda conseguiu reagir, mas outro tiro disparado pelo agressor mais velho voltou a atingi-lo numa perna e prostrou-o. Terá sido ainda disparado um terceiro tiro, que já não atingiu a vitima.Os autores dos disparos e das agressões saíram do café perante o terror das pessoas presentes, foram à viatura da vítima, tiraram uma arma caçadeira que transportava, dispararam tiros para o ar e partiram a arma batendo com ela no chão, fugindo do local a grande velocidade.A vítima da agressão foi socorrida no local pelo INEM e transportada para o Hospital de Santarém onde se encontra internado e livre de perigo. O caso foi entregue à Polícia Judiciária. Os autores da agressão estão identificados, mas continuam a monte.

Mais Notícias

    A carregar...