uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Escola de Aldeia da Ribeira foi assaltada e vandalizada

Câmara pondera colocar cães de guarda nas escolas mais expostas
Edição de 27.06.2007 | Sociedade
A escola primária e jardim-de-infância de Aldeia da Ribeira, freguesia de Alcanede, Santarém, foi vandalizada na madrugada de quarta-feira. Desconhecidos introduziram-se no recinto, partiram os vidros de duas janelas, danificaram os dois computadores e respectivos monitores, estragaram o leitor de DVD e levaram consigo cerca de 50 euros em dinheiro. Nas paredes deixaram ainda inscrições feitas com um spray de tinta cuja lata abandonaram no local. Foi o segundo assalto à escola no ano lectivo que agora termina. A GNR está a investigar o caso.O facto de a escola se situar à beira da estrada nacional que liga Alcanede a Santarém e de não possuir uma vedação muito alta torna-a um alvo apetecível dos intrusos. A vereadora com o pelouro da Educação na Câmara de Santarém, Lígia Batalha (CDU), lamenta o sucedido, que apelidou de “acto gratuito”. E diz que, a par da climatização e da criação de refeitórios e de espaços de recreio cobertos, a segurança constitui uma prioridade. Uma das medidas que poderá ser tomada, pelo menos no caso das escolas mais expostas à acção dos intrusos, passa pela colocação de cães de guarda, recorrendo a animais abandonados que se encontram à guarda do canil municipal. A autarquia ficaria responsável pela alimentação e vacinação. “Essa solução não garante a segurança absoluta”, mas pode ser dissuasora, diz a vereadora, acrescentando que ajudaria também a atenuar o excesso de população do canil. Outra hipótese é a colocação de vedações mais altas e a colocação de alarmes, como já existem várias escolas. Embora no caso de Aldeia da Ribeira não seja muito funcional, já que o posto da GNR mais próximo situa-se na sede de concelho, a cerca de vinte quilómetros de distância.

Mais Notícias

    A carregar...