uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Torres Novas vence Supertaça do Ribatejo

Torres Novas vence Supertaça do Ribatejo

Mação justificou presença na final que opõe os vencedores do campeonato e da Taça

O Clube Desportivo de Torres Novas venceu a Associação Desportiva de Mação por 2-0 na final da Supertaça do Ribatejo, Taça Dr. Alves Vieira, e conquistou o troféu. O futebol praticado pelas duas equipas foi de boa qualidade e chegou a entusiasmar os cerca de quatro centenas de adeptos presentes, na noite fria do dia 20 de Novembro, no Estádio Municipal de Torres Novas.

Edição de 27.11.2008 | Desporto
O Clube Desportivo de Torres Novas, campeão distrital em título, começou a disputa dos troféus referentes à época 2008-2009 da melhor maneira: a ganhar. Frente à Associação Desportiva de Mação, vencedora da Taça do Ribatejo, a equipa agora orientada por Nuno Bernardo, conseguiu o primeiro triunfo da temporada. Mas a vitória só surgiu na parte final do jogo. Durante os noventa minutos regulamentares, o Mação, comandado por José Carlos, esteve sempre ao mesmo nível do seu adversário, e o jogo só se resolveu aos 80 minutos, altura em que Bass marcou o primeiro golo.Num jogo, disputado por duas equipas de escalões diferentes, os torrejanos a disputar o nacional da Terceira Divisão e os maçanenses na Divisão de Honra distrital, cedo se viu que apesar do frio da noite, havia muito disponibilidade dos jogadores para a disputa desta prova, que contou ainda com a feliz ideia da Associação de Futebol de Santarém ter feito entradas livres, o que levou a que estivessem no estádio cerca de quatro centenas de espectadores. A sorte sorriu à equipa de Torres Novas, que marcou os golos da vitória na parte final do jogo, quando os jogadores do Mação já mostravam evidentes sinais de cansaço, e o treinador José Carlos já tinha sido obrigado a fazer duas substituições por lesão de jogadores fundamentais. Durante os noventa minutos, o Mação foi a equipa que por mais vezes esteve próximo do golo, mas os seus avançados, em noite de alguma desinspiração, não conseguiram fazer o gosto ao pé.Foi precisamente na zona centro da defesa do Mação, de onde tinha saído lesionado o experiente jogador Gameiro, que a brecha abriu. O ponta de lança Bass acorreu, sem marcação a um cruzamento da esquerda e com um forte pontapé, desfeiteou o guarda-redes do Mação. Ficou desde logo encontrado o vencedor, já não havia tempo nem disponibilidade por parte dos jogadores do Mação para chegar ao empate. O segundo golo apareceu já para além do tempo regulamentar, e num lance que mostrou bem a falta de motivação que já grassava entre os jogadores das duas equipas.O Torres Novas acabou por ser um justo vencedor, marcou quando teve oportunidade para isso. O Mação também não foi inferior, mas os seus avançados foram mais perdulários, e por isso tiveram o castigo da derrota.Um árbitro com presençaCausou alguma admiração a nomeação de Jorge Maia para dirigir este jogo. É um árbitro da segunda categoria nacional. Para um jogo de festa como este é normalmente nomeado um árbitro do distrital.Mas a nomeação acabou por se ajustar ao jogo. Jorge Maia esteve bem, deixou jogar, evitou mostrar cartões, agiu pedagogicamente, preferiu por duas vezes chamar os jogadores e falar com eles. Esteve muito bem. Como bem estiveram os seus auxiliares, Duarte Cerveira e Carlos Maia. Nuno Bernardo satisfeito com vitória e a conquista do troféuO treinador do Torres Novas, Nuno Bernardo não tem visto a sua equipa vencer muitas vezes esta época, por isso estava satisfeito com a vitória e com a conquista do troféu. “É certo que fizemos a nossa obrigação, jogávamos em casa e frente a uma equipa do escalão abaixo do nosso. Mas tivemos que dar o nosso melhor. O Mação mostrou o que vale e vale muito. Não foi a conquista de mais um troféu, foi a conquista da Supertaça do Ribatejo, Troféu Dr. Alves Vieira que é uma das provas mais carismáticas da Associação de Futebol de Santarém. Estamos muito satisfeitos”, garantiu. Mas apesar da satisfação por esta conquista, Nuno Bernardo garantiu que agora é preciso dar continuidade às vitórias no Campeonato. “As coisas não nos têm corrido muito bem, não ganhamos alguns jogos por manifesta infelicidade. Embora os nossos objectivos estejam bem ao nosso alcance, estamos a apenas quatro pontos do sexto lugar, espero que esta vitória tenha efeitos benéficos na mente dos nossos jogadores”, disse. José Carlos lamentaerros de finalizaçãoPor sua vez, o treinador do Mação, José Carlos estava satisfeito com o comportamento da sua equipa. “Fomos superiores durante grande parte do jogo, merecíamos vencer, mas não o conseguimos porque falhámos algumas boas oportunidades”, disse.José Carlos, confessou que está satisfeito com a forma como os jogadores, que integraram esta época o plantel, estão a assimilar as suas ideias. “A equipa está mais confiante e mais alegre, estamos completamente dentro dos nossos objectivos. Pena é que tenhamos alguns jogadores importantes lesionados, porque fico com menos possibilidades de fazer alterações”, disse.
Torres Novas vence Supertaça do Ribatejo

Mais Notícias

    A carregar...