uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Autarca de Benavente denuncia “deslocalização” do aeroporto para sudoeste

Edição de 12.08.2009 | Política
Os terrenos do futuro aeroporto de Lisboa estão a incluir uma área que fica a apenas três quilómetros e meio de uma zona edificada de Santo Estêvão, concelho de Benavente, contrariamente àquilo que estava previsto inicialmenteA denúncia é feita pelo presidente da Câmara Municipal de Benavente, António José Ganhão, que na reunião do executivo de segunda-feira garantiu que vai solicitar ao presidente da comissão executiva da Naer – Novo Aeroporto, S.A. - uma reunião com carácter de urgência para esclarecer as razões da alteração à localização.O autarca garante que há uma mudança em relação ao que estava previamente definido, notando-se uma “deslocalização a sudoeste” da plataforma. O eleito da CDU lembra que o estudo do Laboratório Nacional de Engenharia Civil indicava inicialmente a localização do aeroporto a cerca de sete quilómetros de Santo Estêvão. António José Ganhão apercebeu-se da alteração pela análise ao estudo da qualidade do ar. “É motivo de grande preocupação”, revela. A área delimitada para o novo aeroporto fica apenas a três quilómetros e meio de uma zona edificada de Santo Estêvão (área turística) e a apenas cinco quilómetros do centro daquela freguesia do concelho de Benavente.Por outro lado o autarca lembra que esta alteração no projecto implica processos de expropriação de “um dos factores que funcionou como desempate” em favor do campo de tiro de Alcochete já que a opção escolhida não envolvia terrenos privados, ao contrário do que se verifica neste caso.

Mais Notícias

    A carregar...