uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Autocarro movido a dois combustíveis testado em Vila Franca de Xira

Projecto inovador em todo o país é amigo do ambiente e reduz consumos

O operador de transportes rodoviários que explora as linhas do concelho de Vila Franca de Xira tem na estrada um autocarro inovador movido simultaneamente por dois combustíveis: GPL e gasóleo. Menores consumos e reduções nas emissões de CO2 são algumas das vantagens. A resultar a ideia poderá vir a ser aplicada a todo o país.

Edição de 12.08.2009 | Sociedade
As estradas do concelho de Vila Franca de Xira estão a ser o local de teste para um novo autocarro de transporte de passageiros que é movido, em simultâneo, por dois combustíveis diferentes: gás natural (GPL) e gasóleo (Diesel). A ideia da Boa Viagem, principal operador rodoviário do concelho, é reduzir a emissão de CO2, melhorar a performance do veículo e baixar os custos com o gasóleo. A ideia partiu de uma firma externa ao transportador, que foi a responsável pela modificação e preparação para homologação do pesado. O autocarro será movido em simultâneo pelos dois combustíveis. Dependendo da temperatura de funcionamento do motor e da sua rotação, um módulo electrónico fará a injecção directa de GPL com o diesel. Tudo sem que o motorista tenha de intervir.“Os motores de combustão interna são dos piores equipamentos que podemos ter a nível de rendimento. Do que lá pomos aproveitamos 20 a 30%. Esta ideia é tentar melhorar e aproveitar ao máximo a quantidade de gasóleo que metemos dentro do motor. Com a injecção de GPL melhoramos a mistura e queimamos melhor todo o gasóleo, ou seja, temos uma queima mais completa, reduzimos as emissões e melhoramos as performances”, explica a O MIRANTE o engenheiro responsável por acompanhar todo o projecto. A experiência vai custar à empresa perto de 1 500 euros, rentabilizáveis no espaço de um ano.O autocarro, que é conduzido sempre pelo mesmo motorista e em carreiras regulares, tem realizado percursos entre Benavente e Alverca, Sobralinho e Lisboa e de Lisboa para Vila Franca de Xira. Apesar de estar a funcionar a apenas uma semana e ainda na fase de afinações, os resultados são promissores, mostrando uma poupança de gasóleo na casa dos 15%. “Estamos a realizar este teste inovador em todo o país porque continuamos a procurar uma forma alternativa de energia que nos permita poupar na factura do gasóleo e que seja amiga do ambiente. Tentámos o biodiesel mas este não era muito mais barato que o diesel normal e tinha custos adicionais em termos de manutenção. Um exemplo disso é que em vez de mudarmos filtros de óleo aos 20 mil km acabávamos por mudar aos 10 mil”, refere José Almeida Nunes, director operacional da Boa Viagem.A última palavra caberá à administração do grupo mas se os resultados forem positivos esta será uma medida que poderá vir a ser adaptada a uma boa parte dos autocarros de todo o país.

Mais Notícias

    A carregar...