uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Funcionários da Univeg que vão ser despedidos exigem dois salários por cada ano de trabalho

Funcionários da Univeg que vão ser despedidos exigem dois salários por cada ano de trabalho

Sindicato pede que despedimentos a partir do final de Dezembro sejam faseados
Edição de 02.12.2009 | Economia
Os 42 trabalhadores que vão ser despedidos da Univeg, uma multinacional belga com sede em Riachos, Torres Novas, já entregaram, através do sindicato, uma proposta com vista à negociação da rescisão dos contratos de trabalho. Recorde-se que a administração da Univeg anunciou na passada semana, através de um comunicado, a necessidade de encerrar uma unidade de embalamento e distribuição de frutas e legumes, justificando este encerramento com “as condições de mercado que se deterioram, pelo aumento da concorrência e pela alteração da estratégia de compra dos seus maiores clientes”.De acordo com José Marques, do Sindicato dos Trabalhadores do Comércio Escritórios e Serviços de Portugal, foi apresentada uma proposta de negociação que prevê a indemnização dos trabalhadores em dois salários por cada ano de trabalho na empresa. A proposta do sindicato prevê ainda que, em futuras admissões de trabalhadores, os que são agora despedidos tenham prioridade. Por último, o sindicato pede ainda que os despedimentos sejam faseados, apontando o final de Dezembro para a saída dos trabalhadores com menos de cinco anos de contrato e o final de Janeiro de 2010 para a saída dos restantes trabalhadores com mais de cinco anos de contrato. As propostas dos trabalhadores estão a ser avaliadas pela administração da Univeg até 4 de Dezembro, dia em que sindicato e empresa voltam a reunir. “Pouco podemos fazer que não seja negociar as melhores condições de saída dos trabalhadores”, disse José Marques à agência Lusa, referindo que a empresa perdeu um importante contrato com a Sonae, o que terá motivado este encerramento.A Univeg instalou-se em Riachos em 2002 e estabeleceu contratos com vários produtores locais, sobretudo empresários agrícolas. Em 2004, realizou um investimento de quatro milhões de euros na expansão das instalações e tinha outros investimentos previstos para adquirir novos equipamentos para tratamento dos produtos vegetais. Ao todo, emprega em Riachos 154 trabalhadores, incluindo temporários e com contrato a termo.
Funcionários da Univeg que vão ser despedidos exigem dois salários por cada ano de trabalho

Mais Notícias

    A carregar...