uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Andreia Almeida dá aulas de natação nas Piscinas de Almeirim

Andreia Almeida dá aulas de natação nas Piscinas de Almeirim

Um trabalho complementar à sua profissão que se tornou uma paixão

A Técnica Superior de Reabilitação começou a trabalhar no Centro de Recuperação Infantil de Almeirim e há cerca de quatro anos aproveitou a oportunidade de dar aulas de natação. Ana Isabel Borrego

Edição de 02.12.2009 | Identidade Profissional
A batida da música dá o ritmo descontraído à aula de hidroginástica que decorre no chapinheiro – piscina mais pequena – das Piscinas Municipais de Almeirim. Do lado de fora, a professora Andreia Almeida vai dando indicações dos exercícios a realizar às sete alunas que compõem a aula a que O MIRANTE assistiu. Com uma temperatura ambiente dentro do complexo de aproximadamente 28 graus centígrados e a temperatura da água a passar os trinta graus nem parece que estamos numa noite fria de Novembro.Quando se matriculou no curso de Motricidade Humana no Instituto Piaget, em Viseu, Andreia Almeida, 28 anos, natural de Almeirim, nunca pensou que pudesse vir a dar aulas de natação. O objectivo sempre foi licenciar-se em Educação Especial e Reabilitação, o que acabou por acontecer. O curso de Motricidade Humana que frequentou dispõe de duas vertentes a partir do terceiro ano da licenciatura: Educação Especial e Reabilitação e Desporto. Os dois primeiros anos em que as cadeiras são iguais para ambas as vertentes do curso habilitou Andreia Almeida a leccionar aulas de natação.A Técnica Superior de Reabilitação nunca desistiu do seu principal sonho e após a conclusão do curso começou a trabalhar no Centro de Recuperação Infantil de Almeirim (CRIAL) onde dá aulas de equitação terapêutica, psicomotricidade e natação adaptada. Há cerca de quatro anos surgiu a oportunidade de dar aulas de natação nas Piscinas Municipais de Almeirim. O que começou por ser um pequeno trabalho que servia de complemento à sua actividade principal no CRIAL tornou-se um prazer onde Andreia Almeida se foi especializando.Desde que trabalha no complexo aquático de Almeirim realizou vários cursos de formação, nomeadamente hidroginástica, natação para bebés, natação adaptada e hidrobike. Andreia Almeida entra nas piscinas por volta das 18h30, depois de sair do CRIAL. No total dá aulas a cerca de sete centenas de pessoas desde bebés com seis meses até utentes com 80 anos.Apesar de gostar de trabalhar com todos, a professora de natação revela ser mais difícil trabalhar com os mais jovens. E explica porquê. “Os mais pequenos exigem mais de nós uma vez que temos que encontrar estratégias para despertar a sua atenção e motivá-los para continuarem a aprender. Com os bebés é difícil porque temos que saber comunicar com eles. Mas todas estas dificuldades tornam o trabalho muito mais aliciante”, reflecte.Pranchas, esparguetes e bolas são alguns dos objectos utilizados para facilitar a aprendizagem dos alunos. Com os mais novos é frequente inventar jogos que os entusiasme a procurar os brinquedos dentro de água. As actividades de hidroginástica são mais relaxantes, mas fisicamente muito mais exigentes. Entre o trabalho no CRIAL e nas Piscinas de Almeirim, Andreia Almeida, nunca chega a casa antes das dez da noite dispondo apenas do domingo para descansar. Mas como não sabe estar parada, aproveita o único dia livre para estudar. Actualmente, está a tirar uma pós-graduação em actividades aquáticas. Quem sai prejudicado é a família e os amigos. “Não tenho tanto tempo disponível quanto gostaria para estar com a minha família e os meus amigos. Mas sinto que estou a investir no meu futuro e é agora que tenho que me preocupar em valorizar e crescer profissionalmente. E como tudo isto me dá muito prazer não me importo de ter pouco tempo para mim”, afirma.O contacto semanal com os alunos facilita os laços de amizade entre professor e aluno e não são raras as vezes em que Andreia Almeida é presenteada com ofertas dos alunos. No dia em que O MIRANTE falou com a professora de natação, Andreia recebeu dois pares de brincos de uma aluna. “Estes pequenos gestos valem qualquer esforço que eu faça no meu dia-a-dia”, refere.Andreia Almeida garante que o seu trabalho é muito recompensador e dá como exemplo um aluno do CRIAL que tem que se deslocar em cadeira de rodas. “Ele não consegue andar, mas durante as aulas de natação consegue andar dentro da piscina. Vê-lo a caminhar dentro de água dá-me uma motivação enorme para continuar este trabalho”, afirma orgulhosa.
Andreia Almeida dá aulas de natação nas Piscinas de Almeirim

Mais Notícias

    A carregar...