uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

PJ desmantela grupo organizado que assaltou ourivesaria

Edição de 24.03.2010 | Sociedade
A Polícia Judiciária anunciou na segunda-feira o desmantelamento de um grupo organizado que alegadamente se dedicava a assaltos violentos na região de Lisboa e Vale do Tejo, tendo sido detidas cinco pessoas. Um dos assaltos violentos efectuados foi a uma ourivesaria no Cartaxo Numa acção conjunta da Directoria de Lisboa e Vale do Tejo e da Unidade Nacional Contra o Terrorismo, a PJ desmantelou no passado fim-de-semana um grupo organizado, após vários meses de investigação. Segundo a PJ, cinco pessoas foram detidas, com idades entre os 26 e os 35 anos, por fortes indícios da prática de crimes de roubo qualificado, sequestro, detenção de arma proibida e burla informáticaNo âmbito da operação, denominada “Cruzeiro do Norte”, foram ainda apreendidos uma caçadeira de canos e coronha serrados, utilizada em alguns dos delitos, diversas munições de armas de fogo e peças de vestuário alegadamente utilizadas na prática dos crimes.De acordo com a Polícia Judiciária, entre Novembro de 2009 e o passado dia 18 de Março, o grupo, actuando concertadamente, terá sido responsável por vários assaltos a agências bancárias, residências e ourivesarias, sempre com recurso a armas de fogo.A PJ adianta que foram assaltadas à mão armada duas residências em Lisboa, duas ourivesarias, uma em Lisboa e outra no Cartaxo, onde foram roubados inúmeros artigos em ouro e prata, e uma agência bancária no Estoril, onde o grupo se apoderou de cerca de 84 mil euros.A agência bancária já tinha sido assaltada em 2005 por um dos cidadãos agora detidos, na altura acompanhado por outros indivíduos que ainda não foram identificados, acrescenta a PJ. Os cinco detidos foram presentes a tribunal, continuando a PJ a desenvolver a investigação no sentido de apurar outros crimes, recuperar bens roubados e identificar outras pessoas envolvidas nos crimes.

Mais Notícias

    A carregar...