uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Assembleia Municipal do Cartaxo aprova protocolos com juntas de freguesia

Edição de 20.04.2011 | Política
Os protocolos de descentralização de competências com as juntas de freguesia do Cartaxo referentes a 2011 foram aprovados pela assembleia municipal realizada sexta-feira. Apenas BE e CDU votaram contra as propostas para as oito juntas de freguesia do concelho, enquanto PS e PSD viabilizaram os protocolos. Apesar de ter votado a favor e de afirmar que compreende as dificuldades por que passa a câmara, o socialista Manuel Salgueiro disse que não está satisfeito com os valores com que a freguesia do Cartaxo é contemplada. No total são protocolados cerca de 1,26 milhões de euros, um pouco mais do que os 1,76 milhões protocolados em 2010. Os deputados do BE ainda tentaram que fosse aprovado um voto de lamento e censura ao executivo municipal, pelo facto de os protocolos ocultarem os mapas de aplicação das despesas de capital transferidas pela Câmara do Cartaxo, de acordo com o Plano Plurianual de Investimentos. Consideram os bloquistas que, dessa forma, os presidentes de junta têm de negociar de “mão estendida”, sem o poderem fazer de forma justa e transparente, e que os dinheiros públicos ficam sem “efectiva fiscalização”. A moção foi rejeitada pelo PS e chumbada.Os presidentes de junta de Valada e de Vale da Pinta defenderam que, apesar das dificuldades, as verbas continuam a ser importantes para a gestão das suas freguesias. “Mesmo com crise, conseguimos servir com qualidade os nossos fregueses. E fazemos muito, no apoio aos alunos, nos transportes, na ajuda a famílias carenciadas”, comentou Manuel Fabiano, autarca de Valada, com Odete Cosme (BE) a relembrar que o que estava em causa são as verbas de investimento e não as relativas às despesas correntes.A Câmara do Cartaxo prevê transferir para as oito freguesias do concelho cerca de 1,26 milhões de euros da seguinte forma: Vila Chã de Ourique (282.330 euros), Pontével (265.558 euros), Vale da Pedra (205.215 euros), Vale da Pinta (133.070 euros), Valada (123.536 euros), Lapa (107.486 euros), Cartaxo (74.251 euros) e Ereira (66.747 euros).

Mais Notícias

    A carregar...