uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

“Uma crónica sem importância”

Edição de 18.05.2011 | O Mirante dos Leitores
Respeito a opinião que V.Exa (Joaquim António Emídio - Director Geral de O MIRANTE) semanalmente emite na última página do seu jornal e que sempre leio com atenção. Mas permita-me discordar total e frontalmente com os comentários que faz no texto da semana passada. Como jornalista saberá, melhor do que ninguém, os efeitos que qualquer frase, contextualizada, ou descontextualizada, têm na opinião pública. Salvo melhor opinião, os comentários de V.Exa são totalmente descontextualizados. As rotundas em causa e os seus eventuais custos não pagos - tem mesmo a certeza que são 2 milhões de euros? -, devem ser cabalmente sustentados por documentos, facto que até ao momento o sr. presidente da Câmara não foi capaz de fazer. Obviamente que V.Exa também não terá esses documentos. Mas a minha questão não se prende com as rotundas, mas sobretudo com o branqueamento das dívidas galopantes da Câmara Municipal de Santarém que resulta do seu escrito. Quer concorde, quer não concorde, quer goste, quer não goste, o aumento em mais de 35 milhões de euros da dívida da autarquia escalabitana, em apenas 6 anos, são resultado de uma disparatada gestão do Dr. Moita Flores. Não posso deixar de passar em claro este seu editorial a bem da verdade factual. Já agora: como é possível enviar uma prestação de contas para o Tribunal de Contas em 2006 - elaborado já pelo Dr. Moita Flores - sobre as contas da Câmara Municipal de Santarém de 2005 e agora dizer que afinal existiam outros elementos a acrescentar? Então enganaram o Tribunal de Contas? Grave, muito grave. Os erros da gestão do PS ao longo de 30 anos - só não erra quem não decide - não podem, de modo nenhum, branquear e esconder a administração absurda de alguém que não tem jeito nenhum para a gestão da coisa pública. Aliás, quem esteve na última Assembleia Municipal certamente que escutou a argumentação dos deputados municipais do PS. Assim os reportem e escrevam na comunicação social escalabitana.Pedro Nuno Pimenta Braz(Presidente da concelhia de Santarém do PS)Nota de redacção: Uma crónica é uma crónica. A sua carta é bem-vinda mas eu não sou a pessoa indicada para responder às suas perguntas. Não será melhor dar um saltinho a uma das próximas reuniões de câmara e fazer estas perguntas todas, e mais aquelas que se justificam, ao senhor presidente da câmara? JAE

Mais Notícias

    A carregar...