uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
André Conceição

André Conceição

24 anos, guia turístico, Covão do Coelho, Alcanena

“Emprego é coisa que felizmente não me tem faltado. Tive a sorte de este ano me terem contactado quatro vezes a oferecer-me emprego. E uma das ofertas era bastante simpática e desafiante”

Edição de 14.09.2011 | Agora falo eu
Onde estava a 11 de Setembro de 2001?Estava na aldeia da minha avó, no concelho de Pedrogão Grande, quando interrompem o noticiário da tarde a informar de um acidente contra uma das torres e, subitamente, vê-se o embate do segundo avião na outra. Já alguma vez apanhou algum susto com os incêndios no Verão?Vários! Moro em Covão do Coelho, Minde, e esta zona é praticamente cercada de serra e mato. Há uns anos a minha família era proprietária de uma central produtora de alcatrão e chegámos a estar completamente cercados por fogo excepto de um dos lados, que era a passagem da auto-estrada. Se pertencesse ao Governo que medidas gostaria de tomar?Apostava mais na Segurança Social, Cultura e Saúde. Creio que tudo o mais poderia ser desenvolvido através desses três pontos-chave.Quem merecia levar um puxão de orelhas entre a classe política?E se puséssemos todos os elementos dessa classe em fila indiana, uma série daquelas antigas professoras primárias mázonas à espera deles, e todos eles levassem umas belas reguadas e puxões de orelha à moda antiga?O que pensa de mulheres com piercings e tatuagens?André de Jesus Conceição gosta disso! Com conta, peso e medida claro está!O que sente que melhoraria a qualidade de vida na sua terra?Neste momento creio que acabarem as obras de melhoramento da estrada Minde-Fátima seria um grande reforço. Umas obras de melhoramento nas fachadas das moradias no centro da aldeia iriam embelezar, e muito, a mancha urbanística. Uma aposta no turismo rural e na recuperação dos antigos moinhos serranos seria, provavelmente, uma força motriz na região. É difícil arranjar emprego ou os jovens é que não querem trabalhar?Emprego é coisa que felizmente não me tem faltado. Tive a sorte de este ano me terem contactado quatro vezes a oferecer-me emprego. E uma das ofertas era bastante simpática e desafiante. Mas por vezes as pessoas (e não apenas os jovens!) têm de descer o nível e os sonhos que têm a nível laboral e pensar na conjuntura em vez de se queixarem em manifestações e afins.Que conselho dava aos estudantes que agora arrancam o ano lectivo?Os pais vão-me bater mas além do esforço, estudo e respeito que deve haver pelos professores e auxiliares, é fundamental que tenham o vosso tempo livre e as vossas diversões. Comecei a sair bastante cedo com a minha irmã mais velha e os seus amigos e não foi por isso que entrei em maus caminhos. E sempre conjuguei perfeitamente saídas com a escola, tanto que estou no 2º mestrado e nunca deixei uma única cadeira para exame em todo o percurso académico.
André Conceição

Mais Notícias

    A carregar...