uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Assalto a ourivesaria da Póvoa de Santa Iria rende 100 mil euros

Assaltantes usaram rebarbadora para cortar a grade metálica do estabelecimento
Edição de 02.11.2011 | Sociedade
Dois homens assaltaram a ourivesaria Mateus e Silva na Póvoa de Santa Iria e fugiram com 100 mil euros em peças de ouro dentro de uma mochila. O assalto ocorreu na noite de 27 de Outubro e não demorou mais que 10 minutos. O estabelecimento situa-se a poucos metros da movimentada Estrada Nacional 10 entre a Póvoa e Vila Franca de Xira.A ourivesaria fica localizada no Centro Comercial Nacional 10 mas os assaltantes nem precisaram de entrar no centro. Pelas 05h30 usaram uma rebarbadora para cortar a grade metálica da janela da ourivesaria a um metro e meio do chão. No interior partiram todas as montras para retirarem os objectos, como fios, anéis e relógios e só deixaram de lado os objectos de prata. Os ladrões fugiram pela mesma janela por onde entraram. Quando a Polícia de Segurança Pública chegou ao local, alertada pela central de alarmes, já era tarde demais. Apesar de a ourivesaria e do centro comercial ficarem numa zona bem iluminada e numa zona com vários prédios, ninguém deu pelo assalto. Para trás fica um prejuízo de 100 mil euros em objectos e outros 600 euros de vidros e grades. Os estragos do assalto ainda estavam a ser reparados na tarde de 31 de Outubro. O proprietário da ourivesaria não reside no concelho e tem outra loja em Santa Iria da Azóia. A ourivesaria estava aberta na Póvoa há mais de cinco anos e, garantem os funcionários, nunca tinha sido alvo de assaltos. As imagens da videovigilância captaram os assaltantes - que actuaram de cara destapada - e já estão na posse da Polícia Judiciária, que está a investigar o caso.

Mais Notícias

    A carregar...