uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Austeridade deixa rede de bibliotecas de Azambuja a funcionar a meio-gás

Edição de 23.11.2011 | Sociedade
A partir do dia 1 de Dezembro entram em vigor alterações de horário no funcionamento da rede de bibliotecas do município de Azambuja, devido às recentes medidas de austeridade. Os contratos de trabalho de três técnicas e duas funcionárias administrativas ao serviço das bibliotecas de Aveiras de Cima e de Alcoentre terminam no final deste mês e não há perspectivas de serem renovados. “A legislação que decorre das medidas de austeridade a nível nacional não permite a renovação desses contratos, nem a realização de avenças, e determinam um processo muito complexo e moroso de recrutamento de pessoal”, informa a câmara municipal em comunicado.A consequência mais visível do fim dos contratos de trabalho será o encerramento, durante o mês de Dezembro, da biblioteca do Palácio Frederico Arouca, em Alcoentre, prevendo a câmara a sua reabertura para Janeiro de 2012. A biblioteca municipal de Azambuja e a biblioteca do Centro Cultural Grandella, em Aveiras de Cima, passam a abrir ao público de segunda a sexta-feira entre as 10h30 e as 18h30, ficando encerradas aos sábados, domingos e feriados. A biblioteca de Alcoentre, quando reabrir, terá os mesmos horários de Azambuja e Aveiras de Cima.A câmara municipal considera que os funcionários em questão, detentores das categorias de técnico superior e técnico profissional de bibliotecas, arquivo e documentação, são “indispensáveis ao funcionamento das bibliotecas” mas admite que não há outra alternativa de momento que não seja o ajustamento de horários daqueles equipamentos até a situação ser resolvida.

Mais Notícias

    A carregar...