uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Há quartéis de bombeiros a mais em Vila Franca

Presidente da federação de bombeiros diz que é urgente debater a fusão de corporações
Edição de 01.02.2012 | Sociedade
O reeleito presidente da Federação dos Bombeiros do Distrito de Lisboa defende uma fusão de corpos de bombeiros em Vila Franca de Xira, considerando que não serão necessárias no actual cenário as seis corporações existentes. António Carvalho considera que tão elevado número de corporações podem tornar-se numa fonte de problemas e considera urgente debater esta situação. António Carvalho, que é também comandante dos bombeiros da Póvoa de Santa Iria e foi reconduzido no cargo que já ocupa há nove anos na federação, diz que o debate deve ser feito “sem dramas” e sempre na tentativa de perceber se fazem realmente falta tantos bombeiros no concelho. “Temos de abrir essa discussão para vermos como podemos ser mais eficazes e mais eficientes porque o dinheiro é escasso. Temos também de debater formas de tornar mais rentáveis os bens materiais e humanos que existem nessas corporações”, refere.Para o dirigente “os bombeiros têm de reinventar a sua maneira de estar. Estamos numa altura muito difícil e não é fácil transformar as associações em empresas de um momento para o outro. Nós não queremos subsídios, queremos contratos-programa que sejam uma contrapartida dos serviços que prestamos às pessoas e ao país”, acrescentou. A revisão das cartas de risco é outra das ambições do comandante para os próximos três anos de mandato. “Não nos podemos esquecer que compete ao estado assegurar o socorro das populações, deve ser feita uma lei de financiamento para estas associações que prestam serviço à população”, defendeu António Carvalho.

Mais Notícias

    A carregar...