uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Governo propõe acabar com cinco freguesias de Vila Franca

Governo propõe acabar com cinco freguesias de Vila Franca

Autarcas criticam intenção e querem debater o assunto
Edição de 15.02.2012 | Sociedade
A proposta do Governo para a reforma administrativa do país implica que o concelho de Vila Franca de Xira perca cinco das 11 freguesias. Das três freguesias rurais existentes - São João dos Montes, Cachoeiras e Calhandriz - terá de ficar com apenas duas. Das restantes oito freguesias urbanas quatro terão de desaparecer. Alguns presidentes de junta já se manifestaram contra. José Inácio Vale (PS), presidente da junta das Cachoeiras, diz que é urgente os presidentes e as populações lutarem contra a proposta de extinção de freguesias. “Com essa alteração perde-se a proximidade do presidente, o andar na rua e ouvir as populações, que é o mais importante no cargo”, refere em declarações a O MIRANTE. O autarca diz que é contra a possível extinção da sua freguesia e que, juntamente com a população, vai lutar “com unhas e dentes” para evitar a situação. Para o presidente da junta de freguesia da Póvoa de Santa Iria, Jorge Ribeiro (PS), a reforma é necessária mas tem de ser bem debatida. “Somos a segunda maior freguesia do concelho, não acredito que acabem com a nossa freguesia. Mas aceito que outras se juntem à Póvoa”, admite. O autarca acusa o governo de estar a gerir mal todo o processo e de meter nas mãos das autarquias uma responsabilidade que não quer assumir. Não é nas freguesias que estão as gorduras do Estado”, condena. Para o socialista Luís Filipe Dias, da junta de Alhandra, deve haver uma discussão “o mais depressa possível”. Na opinião do autarca é preciso ver os prós e contras de cada decisão.A presidente da Câmara de Vila Franca de Xira, Maria da Luz Rosinha (PS), diz que esta reorganização de freguesias “é muito importante”, mas ressalva que “tem efeitos muito pesados” para os munícipes. Por isso, considera que é necessário fazer uma análise “calma e serena” do assunto antes de tomar qualquer posição. A autarca já disse que vai reunir-se com os presidentes das juntas de freguesia para debater o assunto. Há poucos meses a proposta do Governo apontava para a extinção apenas de Cachoeiras e Calhandriz. “Num concelho como o nosso que tem oito freguesias urbanas reduzir metade delas é uma alteração que mexe muito com a vida das pessoas e que é de grande profundidade”, alerta Maria da Luz Rosinha.
Governo propõe acabar com cinco freguesias de Vila Franca

Mais Notícias

    A carregar...