uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Centro Escolar do Olival não abre apesar da obra estar concluída

Edição de 29.08.2012 | Sociedade
O Centro Escolar do Olival, concelho de Ourém, não vai abrir no início deste ano lectivo, como estava programado, porque não há dinheiro para comprar o equipamento para o edifício. Tudo por causa da famosa Lei dos Compromissos, que impede as entidades públicas de assumirem despesas para as quais não tenham receita prevista nos três meses seguintes. O presidente da Câmara de Ourém, Paulo Fonseca (PS), explicou a O MIRANTE que a obra do Centro Escolar do Olival está concluída uma vez que foi projectada antes da Lei dos Compromissos entrar em vigor, a 21 de Junho deste ano. O que está a impedir o normal funcionamento do estabelecimento de ensino é a falta de dinheiro para comprar quadros interactivos, mesas, cadeiras e todo o material necessário para uma escola ficar pronta a ser usada. Segundo o autarca, os procedimentos para aquisição deste equipamento só são feitos na fase final da obra. E como a obra ficou concluída depois de 21 de Junho, a câmara não tem dinheiro para avançar com a compra do equipamento escolar. “Estamos à espera que haja dinheiro para avançarmos com a compra”, explica Paulo Fonseca confirmando que o centro escolar não vai abrir em Setembro sendo que os alunos continuam a ter aulas nas escolas onde estavam.O Centro Escolar do Olival dispõe de sete salas de aula - quatro para o primeiro ciclo do ensino básico e três para o jardim-de-infância - um espaço polivalente, ginásio, biblioteca, refeitório, instalações sanitárias e recreios cobertos. Quando estiver em funcionamento, a administração do novo equipamento vai ficar sob alçada do Agrupamento de Escolas Ourém e vai contar com o apoio da junta de freguesia e associação de pais.

Mais Notícias

    A carregar...