uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Câmara de Santarém assume liderança do Festival Nacional de Gastronomia

Câmara de Santarém assume liderança do Festival Nacional de Gastronomia

Colaboração com a entidade de turismo, que dura desde a inauguração do evento, está posta em causa pela indefinição que reina no sector sobre o novo mapa das regiões de turismo que poderá agregar os municípios da Lezíria do Tejo ao Alentejo.

Edição de 08.05.2013 | Sociedade
Este ano será a Câmara de Santarém, através da empresa municipal Viver Santarém, a organizar o Festival Nacional de Gastronomia que se realiza na cidade há 33 anos na Casa do Campino. Esta é a primeira vez que a região de turismo (primeiro a do Ribatejo, depois a de Lisboa e Vale do Tejo) é relegada para segundo plano na preparação do evento, nomeadamente no que toca à parte da restauração, o que denota vontade do município em ter mais peso num certame que tem sido liderado até aqui pela região de turismo e pelo seu presidente.Apesar do maior protagonismo do município na organização, o vereador António Valente, também presidente do conselho de administração da Viver Santarém, diz que a Associação Festival Nacional de Gastronomia - que organiza o festival e é composta pela Câmara de Santarém e pela Entidade de Turismo de Lisboa e Vale do Tejo - vai manter-se em actividade pelo menos até que seja definido o novo mapa das regiões de turismo, que pode atirar Santarém e os outros municípios da Lezíria do Tejo para a Região de Turismo do Alentejo.“Enquanto a Entidade de Turismo de Lisboa e Vale do Tejo não for dissolvida as coisas manter-se-ão como estão, mas, no que toca ao Festival de Gastronomia, em termos operacionais será a Viver Santarém a fazer esse trabalho este ano”, diz António Valente. Se vier a confirmar-se a integração de Santarém na Região de Turismo do Alentejo, essa entidade será contactada para saber se tem interesse em ser parceira na organização do festival. Mas uma coisa é certa: o certame vai manter-se no calendário festivo de Santarém, com ou sem região de turismo, garante o vereador. Sede da região de turismo deve sair da Casa do CampinoA extinção das actuais regiões de turismo e a criação de novas estruturas, com um mapa que passa a estar alinhado com a divisão do país por NUT II, ou seja, pelo segundo nível da Nomenclatura das Unidades Territoriais para Fins Estatísticos, pode levar de Santarém a sede da região de turismo, que está instalada na Casa do Campino, caso se confirme a integração no Alentejo. Se tal suceder, as instalações actualmente ocupadas pela Entidade de Turismo de Lisboa e Vale do Tejo na Casa do Campino deverão ser restituídas à Câmara Municipal de Santarém, proprietária do imóvel. O assunto já foi falado em reunião do executivo camarário, com o vereador Ludgero Mendes (PS) a dizer que é tempo de se começar a reflectir sobre o futuro daquele complexo que no Verão de 2012 também viu sair a Escola de Hotelaria, que ali funcionou durante alguns anos.
Câmara de Santarém assume liderança do Festival Nacional de Gastronomia

Mais Notícias

    A carregar...