uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Fábrica da Cimpor em Alhandra é das que mais polui em Portugal

Associação ambientalista Zero compilou dados europeus e elaborou um estudo onde quis saber quais as empresas mais poluidoras do ar e da água em Portugal. A fábrica de cimentos de Alhandra está em quinto lugar dos mais poluentes a nível nacional. Empresa diz cumprir a lei.

Edição de 01.09.2016 | Sociedade

A fábrica da Cimpor em Alhandra, concelho de Vila Franca de Xira, era a quinta unidade a nível nacional que mais poluía o ar em Portugal no ano de 2014, revela um estudo da associação ambientalista Zero revelado na última semana com base em dados da Agência Europeia do Ambiente.
A Zero, com base em dados públicos disponibilizados há dois meses pela Agência Europeia do Ambiente sobre todas as instalações da Europa, efectuou uma lista das 10 indústrias e instalações no país com maiores emissões de poluentes para o ar e para a água. Os dados são provenientes do chamado PRTR - Registo de Emissões e Transferências de Poluentes relativos ao ano base de 2014.
A fábrica da Cimpor ficou na quinta posição na lista, liderada pela central termoeléctrica da EDP em Sines e pelo centro industrial de Setúbal da Portucel.
A maioria dos visados no estudo emitiram grandes quantidades de dióxido de carbono, fluoretos, compostos inorgânicos, mercúrio ou dioxinas, entre outros poluentes, segundo a associação. O estudo referente às emissões atmosféricas visou 280 instalações em Portugal e um total de 29 poluentes. No que toca às emissões para o meio aquático nenhum dos maiores poluidores está situado na região.
Os dados agora revelados sobre a fábrica de Alhandra vêm levantar questões sobre as garantias dadas com relativa frequência, quer pela empresa quer pela própria câmara municipal, de que as medições da qualidade do ar realizadas na vila apresentam valores normais. A O MIRANTE fonte oficial da Cimpor diz que cumpre, “de forma escrupulosa e permanente” as determinações que decorrem da licença ambiental em vigor. “São controladas em contínuo ou por amostragem as emissões específicas de 27 substâncias e em nenhum momento os limites legais foram ultrapassados. Todos os resultados desse controlo são comunicados às entidades competentes. A fábrica de Alhandra está certificada pela norma ambiental ISO14.001 e está registada no Sistema Comunitário de Ecogestão e Auditoria (EMAS).
A Cimpor garante ainda que a actividade desenvolvida na sua fábrica de Alhandra não coloca em causa a qualidade do ar na sua envolvente. A empresa refere que tomou conhecimento do estudo através da comunicação social e que o estudo se baseia “no valor das emissões globais anuais”, o que por consequência “põe em evidência as unidades de produção de grandes dimensões, como é o caso da fábrica de Alhandra, ou seja, mesmo apresentando emissões específicas abaixo dos limites legais, se a actividade da fábrica, vulgo produção e vendas, for maior, as emissões globais serão superiores”.

Mais Notícias

    A carregar...