uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Ministério da Saúde investiga morte de mulher após exame médico
Marisa Nunes morreu em Dezembro do ano passado - foto DR

Ministério da Saúde investiga morte de mulher após exame médico

Marisa Nunes, 33 anos, residente em Fazendas de Almeirim, morreu no início de Dezembro após meio ano internada.

Edição de 01.02.2018 | Sociedade

O Ministério da Saúde abriu um inquérito à morte de Marisa Nunes, de Fazendas de Almeirim, concelho de Almeirim, que sofreu uma paragem cárdio-respiratória após um exame clínico. A vítima, de 33 anos, morreu no dia 6 de Dezembro de 2017, após quase meio ano em coma na sequência de uma reacção alérgica a um produto injectado para fazer um Angio-TC Coronária. A reacção alérgica ao produto de contraste administrado nas veias, para permitir obter imagens no aparelho de Angio-TC Coronária não é frequente mas pode acontecer.
Mãe de dois filhos, de oito e onze anos, Marisa faleceu no Hospital Distrital de Santarém, para onde foi transferida após ter sido assistida durante um mês no Hospital de Santo André, em Leiria. O exame foi prescrito pela médica de família de Marisa, por suspeitas de que esta tivesse uma veia entupida no coração, e foi realizado no Centro Hospitalar de São Francisco, uma unidade privada em Leiria.
Recorde-se que o velório da jovem foi interrompido no dia 7 de Dezembro, por ordem do tribunal. A interrupção do velório, quando ainda só estavam na casa mortuária os familiares próximos da falecida, deveu-se à necessidade de transportar o corpo de Marisa Nunes para autópsia. A notícia do inquérito à morte de Marisa foi comunicada em resposta a um requerimento ao Ministério da Saúde, apresentado na Assembleia da República pelo Bloco de Esquerda.

Ministério da Saúde investiga morte de mulher após exame médico

Mais Notícias

    A carregar...