uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Hospital de Abrantes transfere valências e concentra casos graves de coronavírus
Transferência temporárias de serviços permite reforçar a resposta do CHMT ao coronavírus

Hospital de Abrantes transfere valências e concentra casos graves de coronavírus

Ortopedia vai para o Hospital de Tomar e a Maternidade é instalada em Torres Novas

Edição de 27.04.2020 | Sociedade

O Hospital de Abrantes transferiu valências e concentra o acolhimento e internamento dos casos mais graves identificados no Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT) com o novo coronavírus, anunciou o conselho de administração a 17 de Março. Nesse mesmo dia foram conhecidos os três primeiros casos da região do Médio Tejo infectados com o novo coronavírus, sendo os mesmos de Tomar, Ourém e Constância.
A medida anunciada implica a transferência temporária de serviços para outras unidades hospitalares do Médio Tejo, sendo a Ortopedia transferida para o Hospital de Tomar e a Maternidade e serviço de Ginecologia/Obstetrícia para a Unidade Hospitalar de Torres Novas.
“Esta mudança será efectuada por forma a deslocar este serviço [Maternidade] do mesmo espaço físico onde ficarão concentrados os principais meios para o combate à Covid 19, capacitando assim as suas três unidades hospitalares para a melhor prestação de cuidados de saúde e defesa dos seus profissionais, no âmbito da pandemia”, afirma o CHMT, em comunicado.
No mesmo sentido, e ainda como “medida a implementar e para reforço da segurança dos utentes e profissionais”, o CHMT refere que “deslocar-se-á, também e tão-só durante a vigência deste mesmo plano de contingência à Covid-19, o serviço de Ortopedia atualmente situado da Unidade Hospitalar de Abrantes para a Unidade Hospitalar de Tomar”.
Segundo o CHMT, estas transferências temporárias “permitirão reforçar, na Unidade Hospitalar de Abrantes, as condições operacionais ao nível da urgência e emergência e nos aspectos críticos da salvaguarda da vida”, de forma a “prestar os cuidados assistenciais que os doentes necessitam, preservando-se, tanto quanto possível, a segurança de profissionais e utentes do Centro Hospitalar do Médio Tejo”.
O Hospital de Abrantes já havia instalado três tendas, duas delas militares, junto às urgências da unidade para fazer triagem de casos suspeitos de Covid-19.

Hospital de Abrantes transfere valências e concentra casos graves de coronavírus

Mais Notícias

    A carregar...

    Capas

    Assine O MIRANTE e receba o Jornal em casa
    Clique para fazer o pedido