uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Processo eleitoral no Politécnico de Santarém suspenso por tempo indeterminado
Conselho Geral do Instituto Politécnico de Santarém aprovou medida de suspensão por tempo indeterminado o processo eleitoral para eleger novo presidente da instituição

Processo eleitoral no Politécnico de Santarém suspenso por tempo indeterminado

Conselho Geral aprovou essa medida por unanimidade devido à situação de emergência que o país vive. Prazo para entrega de candidaturas vigorava até segunda-feira, 23 de Março.

Edição de 27.04.2020 | Sociedade

O Conselho Geral do Instituto Politécnico de Santarém decidiu por unanimidade, na noite de sexta-feira, 20 de Março, suspender por tempo indeterminado, e com efeitos imediatos, o processo eleitoral com vista à eleição do novo presidente da instituição. Uma medida resultante das restrições impostas pelo actual estado de emergência em que o país vive devido ao surto do novo coronavírus.
O regulamento do processo eleitoral determina que a apresentação da declaração de candidatura por parte dos candidatos seja subscrita por, pelo menos, 16 docentes, 16 estudantes e oito não docentes do IPSantarém, devendo conter pelo menos um subscritor de cada uma das escolas do instituto ou das suas unidades regularmente instaladas. Face às restrições impostas à circulação e ao facto de as escolas do IPSantarém terem cessado as aulas presenciais, esse requisito adivinhava-se de difícil cumprimento.
“(…) A actual situação de pandemia provocada pelo novo coronavírus inviabiliza, manifestamente, o cumprimento dos requisitos referidos no número anterior, atendendo à restrição na circulação de pessoas imposta por razões de saúde pública”, lê-se na deliberação do Conselho Geral, órgão que elege o presidente do Politécnico de Santarém.
As candidaturas deviam ser apresentadas até segunda-feira, 23 de Março. Até à data, apenas Abel Santos, professor na Escola Superior de Desporto de Rio Maior, admitira a intenção de avançar, mas sem formalizar a candidatura.
As eleições antecipadas resultam da demissão do anterior presidente, José Mira Potes, devido à forte contestação interna por parte dos dirigentes das cinco escolas que integram o IPSantarém.
Recorde-se que, no início da semana passada, o presidente do Conselho Geral, Francisco Madelino, tinha dito a O MIRANTE que o processo eleitoral continuava a decorrer com normalidade apesar de haver na comunidade académica quem questionasse essa situação. No entanto, Francisco Madelino já admitia a possibilidade de esse quadro poder ser revisto, com o evoluir dos acontecimentos na luta contra a pandemia. A instauração do estado de emergência no país, na quarta-feira, 18 de Março, levou o Conselho Geral a suspender o processo.

Processo eleitoral no Politécnico de Santarém suspenso por tempo indeterminado

Mais Notícias

    A carregar...

    Capas

    Assine O MIRANTE e receba o Jornal em casa
    Clique para fazer o pedido