uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Rui Gabriel disse que ia trabalhar e nunca mais apareceu
foto DR Rui Gabriel

Rui Gabriel disse que ia trabalhar e nunca mais apareceu

Família está desesperada para saber do paradeiro de homem, de 46 anos, residente em Vialonga. Há mais de uma semana disse aos pais que ia para o trabalho e nunca mais regressou.

Edição de 27.04.2020 | Sociedade

Rui Gabriel, 46 anos, está desaparecido desde segunda-feira, 16 de Março, depois de ter saído da habitação onde reside com os pais, em Vialonga, para ir trabalhar. A família está desesperada e, além das denúncias às autoridades, fez múltiplos apelos nas ruas e redes sociais e tem-se desdobrado em buscas.
O homem é operador de armazém no Mercado Abastecedor da Região de Lisboa (MARL), em Vialonga, e antes de desaparecer já faltava ao trabalho há uma semana, sem que os familiares se tivessem apercebido disso. “Fazia todas as rotinas normais, daí nunca termos estranhado que algo de errado se podia estar a passar com ele”, revela a O MIRANTE a irmã, Ângela Gabriel.
No dia do seu desaparecimento sabe-se que saiu de casa supostamente para ir trabalhar, mas terá sido visto a apanhar o autocarro na direcção contrária. O telemóvel de Rui Gabriel está desligado desde esse dia e levava apenas um euro no bolso, como habitualmente, para tomar café no trabalho.
Nos últimos dias os familiares foram contactados por duas pessoas que dizem tê-lo visto na estação do Oriente, em Lisboa. A família voltou a contactar a GNR de Vialonga e a PSP de Lisboa, mas diz que pouco tem sido feito, já que o homem é maior de idade e não há indícios de que possa tratar-se de um crime. O MIRANTE contactou a GNR, mas não obteve até ao fecho desta edição qualquer esclarecimento.

Rui Gabriel disse que ia trabalhar e nunca mais apareceu

Mais Notícias

    A carregar...

    Capas

    Assine O MIRANTE e receba o Jornal em casa
    Clique para fazer o pedido