uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Autoridades ignoram ninho de vespa asiática na praia de Alverangel
Ninho detectado há duas semanas permanece num eucalipto junto à praia fluvial de Alverangel

Autoridades ignoram ninho de vespa asiática na praia de Alverangel

Um ninho de vespas asiáticas foi detectado por banhistas que frequentavam a praia fluvial de Alverangel, Tomar, na albufeira de Castelo de Bode. A Protecção Civil de Tomar foi alertada há algumas semanas mas o ninho ainda não foi retirado.

Edição de 30.09.2020 | Sociedade

Um ninho de vespas asiáticas foi detectado por Paulo Pedrosa, no passado dia 19 de Agosto, enquanto realizava as habituais férias em família na praia fluvial de Alverangel, Tomar, na albufeira de Castelo de Bode. Na altura em que descansava no areal com a mulher e com a filha, de oito anos, Paulo Pedrosa deu conta da existência de algumas vespas de maior dimensão que sobrevoavam a zona onde se encontravam. “Percebi logo que não eram vespas normais. Pouco tempo depois, e imaginando que pudessem ser vespas asiáticas, encontrei o ninho e avisei, imediatamente, as pessoas que também estavam presentes no local”, conta a O MIRANTE.
Nos minutos seguintes, diz, assistiu-se a uma debandada de cerca de meia centena de pessoas que se assustaram com a possibilidade de poderem vir a ser picadas pelo insecto. Recorde-se que o ataque de vespas asiáticas já provocou a morte de, pelo menos, quatro pessoas em todo o país.
Depois de ter avistado o ninho, Paulo Pedrosa contactou a Protecção Civil de Tomar a oferecer-se para acompanhar uma equipa ao local, uma vez que os ninhos de vespa asiática são difíceis de identificar, apesar da sua dimensão. Duas semanas depois do seu contacto ainda não obteve qualquer resposta.
O ninho está situado no topo de um eucalipto com cerca de duas dezenas de metros de altura. “É urgente removerem o ninho antes que aconteça alguma tragédia. Este local é procurado por centenas de famílias que vão continuar a frequentar o espaço sem saberem que têm a saúde em risco”, reitera, sublinhando que, apesar de residir no Entroncamento, a sensatez e a noção de dever cívico obrigam-no a tomar todas as medidas possíveis para que as pessoas possam voltar a frequentar a praia fluvial sem medos e em segurança.
A vespa asiática é uma espécie exótica invasora, predadora de abelhas e altamente prejudicial para a produção de mel, agricultura e ecossistema em geral. Entrou na Europa por França, em 2004, tendo feito o percurso pela península Ibérica até chegar a Portugal, via Galiza, em 2011.

Autoridades ignoram ninho de vespa asiática na praia de Alverangel

Mais Notícias

    A carregar...

    Capas

    Assine O MIRANTE e receba o Jornal em casa
    Clique para fazer o pedido