uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
ABEIV faz terceira tentativa para avançar  com lar de idosos em Vialonga 
Vasco Matos, presidente da ABEIV, acredita que é desta que o projecto tem condições para avançar

ABEIV faz terceira tentativa para avançar  com lar de idosos em Vialonga 

Novo projecto tem custo a rondar os três milhões de euros e vai ser candidatado a fundos do programa PARES. Equipamento nasce em terreno cedido pelo município de Vila Franca de Xira e terá capacidade para 63 idosos.

Edição de 04.01.2021 | Sociedade


A Associação de Bem-Estar Infantil de Vialonga (ABEIV) vai avançar com uma candidatura ao Programa de Alargamento da Rede de Equipamentos Sociais (PARES) da Segurança Social para construir uma nova unidade de apoio a idosos que inclui lar, centro de dia e serviço de apoio domiciliário.
É a terceira vez que a instituição de Vialonga se candidata a fundos do PARES para tentar construir aquele que é um dos equipamentos sociais mais reclamados nessa freguesia de 22 mil habitantes. A primeira vez, em 2004, a candidatura não foi aceite por apresentar desconformidades. Na segunda candidatura, em 2007, o projecto foi aceite mas não foi atribuído financiamento.
Agora a ABEIV refez todo o projecto de raiz e vai concorrer pela terceira vez ao financiamento, com um projecto para uma unidade integrada de apoio a idosos, que contempla um lar com capacidade para 63 idosos, um centro de dia capaz de albergar 30 idosos e uma unidade de apoio domiciliário com capacidade para dar resposta a 100 utentes.
É um projecto que prevê um investimento a rondar os três milhões de euros e será criado num terreno cedido pela Câmara de Vila Franca de Xira. A ser aprovado o financiamento do programa PARES, o equipamento pode ficar construído, equipado e pronto a receber utentes num espaço temporal de até quatro anos.
O funcionamento da unidade será financiado pelas mensalidades dos utentes, que pagarão à medida das suas capacidades. Vasco Matos, presidente da ABEIV, explica a O MIRANTE que o projecto vai também gerar perto de quatro dezenas de postos de trabalho.
O projecto para a unidade vai ser submetido até ao final do ano ao programa PARES, que paga até 80 por cento do valor total. A associação espera obter do município uma comparticipação, ficando a ABEIV com o encargo remanescente. O dirigente garante que não se trata de um risco, mas antes de uma oportunidade de dar uma resposta social que tem sempre mais procura que oferta disponível.
“Este é um projecto muito importante para Vialonga e para o concelho. Estamos a falar de uma freguesia com 22 mil habitantes onde não existe um único lar. Temos imensa dificuldade em arranjar resposta e já temos enviado idosos para lares de Santarém”, lamenta a O MIRANTE.

Município cede o terreno
Na última reunião pública do executivo municipal foi aprovada por unanimidade uma proposta com carácter de urgência da câmara municipal para alterar o objecto do direito de superfície e utilização do terreno cedido à ABEIV, passando do uso inicial pretendido de centro de dia para equipamento social destinado a idosos. Tudo para que a associação possa avançar com a candidatura ao PARES até ao final deste ano.

ABEIV faz terceira tentativa para avançar  com lar de idosos em Vialonga 

Mais Notícias

    A carregar...

    Capas

    Assine O MIRANTE e receba o Jornal em casa
    Clique para fazer o pedido