uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Museu em Mira de Aire inaugura exposição de arte têxtil
Jorge Vala, presidente da Câmara de Porto de Mós, e José Paulo Batista, aquando da inauguração do MIAT em Maio do ano passado

Museu em Mira de Aire inaugura exposição de arte têxtil

A exposição “Pintar com os fios”, de Gisella Santi, pode ser vista até ao fim de Junho de 2021 no Museu Industrial e Artesanal do Têxtil, em Mira de Aire.

Edição de 23.07.2021 | Sociedade

Os apaixonados pela arte têxtil vão poder ver, nos próximos três meses, a exposição “Pintar com os fios”, de Gisella Santi, presente no Museu Industrial e Artesanal do Têxtil (MIAT), em Mira de Aire, concelho de Porto de Mós. Trata-se de uma exposição póstuma que inclui várias peças de arte têxtil da conceituada artista que contribuiu para o desenvolvimento das artes têxteis, em particular da tapeçaria contemporânea em Portugal.
Gisella Santi dedicou-se ao restauro dos têxteis antigos e dirigiu, entre 1957 e 1974, um atelier de restauro de tapeçarias antigas em Lisboa, empregando mais de uma dezena de mulheres. O conhecimento do desenho, das diversas técnicas têxteis que a prática do restauro lhe proporcionou e a mestria nos tingimentos das lãs e sedas necessárias ao restauro, foram competências fundamentais na passagem para uma produção artística têxtil.
Com esta exposição, o MIAT pretende ilustrar metaforicamente “a fruição que Gisella sentia quando desenhava os seus cartões e quando, a partir destes, entrelaçava com os dedos, nas teias montadas nos teares, fibras e tramas para tecer as suas obras, num diálogo de oportunidades e escolhas que nos lembra o diálogo que temos com a vida”.
O Museu Industrial e Artesanal do Têxtil foi inaugurado em Mira de Aire a 18 de Maio de 2020 e nasceu de um sonho de José Paulo Baptista, empresário na área do turismo. Situa-se na antiga fábrica Tapetes Vitória, que pertenceu à família de José Paulo Baptista durante cerca de cem anos.
O museu, com o objectivo de preservar o património industrial da região de Minde e Mira de Aire e informar os visitantes sobre a forma como se processava a lã no fabrico de carpetes, mantas, fazenda e malhas, está aberto de terça-feira a domingo, das 10h00 às 18h00. A entrada custa cinco euros, com descontos para a população sénior e menores.

Museu em Mira de Aire inaugura exposição de arte têxtil

Mais Notícias

    A carregar...

    Capas

    Assine O MIRANTE e receba o Jornal em casa
    Clique para fazer o pedido