uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Anunciados quatro novos centros de saúde na região

Administração Regional de Saúde projecta investimentos para Ourém, Torres Novas, Rossio ao Sul do Tejo e Chamusca, com obras a iniciar em 2017.

Edição de 19.01.2017 | Sociedade

Ourém, Torres Novas, Rossio ao Sul do Tejo (Abrantes) e Chamusca vão ter novos centros de saúde, devendo as obras iniciar este ano, segundo informou em comunicado a Administração Regional de Saúde (ARS) de Lisboa e Vale do Tejo. A abertura desses novos equipamentos está prevista para 2018, segundo a mesma entidade que, ao todo, vai investir em 22 novos centros de saúde. A ARS refere ainda que vão ser elaborados os projectos de execução para oito novos centros de saúde na sua área de abrangência, em parceria com os respectivos municípios, entre eles os de Samora Correia (Benavente) e Vialonga (Vila Franca de Xira).
Em 2017, a ARS de Lisboa e Vale do Tejo pretende aumentar a cobertura da população com médico de família, reforçar as consultas de médico-dentista nos centros de saúde, alargar os rastreios de saúde de base populacional iniciados em 2016, e lançar novos programas, nomeadamente de rastreio dos cancros da mama, cólon e recto e colo do útero.
Outros dos objectivos é o de prosseguir a dotação dos centros de saúde da região com meios complementares de diagnóstico e terapêutica, designadamente radiologia, electrocardiograma, análises clínicas, espirometria e retinografia.
Num balanço de 2016, a ARS diz que “aprofundou o trabalho de reforma, modernização e reforço da prestação integrada de cuidados de saúde aos cidadãos na região”. Entre as medidas desenvolvidas está o “aumento da cobertura da população da região (3,6 milhões) por médico de família; mais 142 médicos de medicina geral e familiar, o que permitiu, segundo essa entidade, “aumentar a taxa de cobertura para 81,4% (relativamente a 2015)”.
Em 2016 foram abertas dez novas USF modelo A, quatro USF modelo B, concretizou-se a abertura de quatro novos centros de saúde e foram elaborados 20 projectos de execução de novos centros de saúde, na sua maioria em parceria com os municípios locais.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...

    Capas

    Assine O MIRANTE e receba o Jornal em casa
    Clique para fazer o pedido