uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Os cinco mil euros que a Câmara de Santarém gastou em bilhetes para touradas

Edição de 08.06.2017 | O MIRANTE dos Leitores

Se as câmaras municipais, sem excepção, pagam festas populares comemorativas de dias de cidade e de concelho, escolhendo a seu bel-prazer os artistas que ali actuam e se também pagam almoços de idosos, por exemplo, sem outro pretexto que não seja promover um dia de convívio entre pessoas com mais de 65 anos independentemente da sua condição económica, não vejo qualquer ilegalidade nesta decisão.
Penso que a única explicação para reparos dos vereadores da oposição, para além de fazerem política, será alguma tentativa de discriminar alguns espectáculos legalmente permitidos como, neste caso, a tourada.
Pessoalmente sou a favor de todos os apoios municipais para a promoção da cultura e do desporto, nomeadamente apoios a colectividades e associações que facultem aulas de música, teatro, dança, natação e outros desportos, por exemplo a jovens mas sou contra o pagamento integral de espectáculos mesmo que tenham interesse cultural ou relevância desportiva. Nestes casos acho que os espectadores interessados devem pagar uma parte dos custos com a organização dos mesmos, pagando uma entrada a um preço razoável.
Teresa Damas

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...