uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
No aniversário da vila do Sobralinho quatro cidadãos também estiveram de parabéns
orgulho. Distinções foram marcadas pela emoção

No aniversário da vila do Sobralinho quatro cidadãos também estiveram de parabéns

Já é a quarta vez que o Palácio do Sobralinho acolhe as comemorações do aniversário da elevação a vila, mas nunca esteve tão cheio como desta vez. Quatro residentes foram distinguidos pelo contributo dado à comunidade em váriaas áreas de actividade.

Edição de 07.06.2017 | Sociedade

Há 20 anos, o Sobralinho subiu à categoria de vila e apesar de agora a freguesia estar unida à de Alverca do Ribatejo, o presidente da união de freguesias, Afonso Costa, insiste na importância de celebrar uma das datas mais significativas para a vila. Foi com esse intuito que o salão nobre do Palácio do Sobralinho recebeu, na tarde de domingo, 4 de Junho, a sessão solene do aniversário da elevação a vila, na qual estiveram presentes, além das figuras da política local e do concelho, mais de uma centena de moradores. Além de se dar os parabéns ao Sobralinho, também foram atribuídas quatro medalhas de mérito a residentes que contribuíram nas áreas da política, cultura e desporto para o engrandecimento da vila. Este ano os escolhidos foram Álvaro de Almeida Pinheiro (a título póstumo), Felizarda da Conceição Silva Santos Correia e os irmãos Pedro Miguel e Luís Miguel Mateus.
Álvaro de Almeida Pinheiro foi distinguido por mérito autárquico. Durante grande parte da vida esteve ligado a causas da classe operária, foi militante do PCP na clandestinidade e foi preso e torturado pela PIDE. Foi dois mandatos presidente da Junta de Freguesia do Sobralinho e morreu no decorrer do segundo mandato, em Agosto de 1991, vítima de um AVC. A medalha de mérito foi recebida por João Mendes, amigo próximo dele, também ex-presidente da Junta do Sobralinho e actual presidente da ARPIFS, porque nenhum dos familiares de Álvaro Pinheiro esteve presente.
Felizarda da Conceição Correia recebeu a medalha de mérito cultural. Apesar de ser de Évora, e de ter morado 43 anos em Alhandra, foi acolhida no Sobralinho “como uma filha da terra” e envolveu-se em diversas vertentes no associativismo, fazendo parte da CURPIFA, da Associação Humanitária do Hospital Civil e Misericórdia de Alhandra e da ARPIFS. É ainda presidente da Mesa da Assembleia Geral. Faz teatro com o Grupo Unitário das Mulheres do Sobralinho, organiza exposições e participa em todas as iniciativas concelhias que pode. No discurso de agradecimento, salientou que foram as raízes pobres do Alentejo que a ensinaram a ser a pessoa que é hoje “na humildade e no respeito”.
Pedro Miguel e Luís Miguel Mateus destacaram-se por mérito desportivo nas danças de salão. Pedro é o mais velho mas é Luís quem tem ganho medalhas lá fora e cá dentro em representação do Centro Social do Sobralinho, pelo qual dançam. Na hora de agradecer, Pedro dedicou a medalha ao professor que o acompanhou e nunca desistiu dele. Agradeceu também aos pais e à namorada, “a parceira de dança e da vida”, e deixou para o fim o agradecimento mais rasgado ao irmão mais novo, que o acompanha melhor que ninguém. Já Luís aproveitou para acrescentar um agradecimento ao Centro Social do Sobralinho pelas oportunidades que tem proporcionado a ambos.

No aniversário da vila do Sobralinho quatro cidadãos também estiveram de parabéns

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...