uma parceria com o Jornal Expresso
23/07/2017
Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Câmara de Abrantes cria piquete para apoiar combate a incêndios
Dispositivo de combate a incêndios tem meios dispersos por vários pontos do concelho para tornar mais célere a primeira intervenção.
Edição de 06.07.2017 | Sociedade

A Câmara Municipal de Abrantes decidiu criar um piquete permanente, constituído por operadores de máquinas e mecânicos, para apoiar no terreno o dispositivo concelhio de combate a incêndios. A medida, anunciada pela presidente da autarquia, Maria do Céu Albuquerque (PS), durante uma reunião do Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Florestais no concelho de Abrantes, visa garantir maior eficácia no terreno em caso de incêndio, juntando-se ao dispositivo preparado para esta época no ano.
O concelho de Abrantes está dividido em três zonas de pré-posicionamento para facilitar a distribuição dos meios disponíveis, quer do serviço municipal de protecção civil, quer externos. No norte do concelho existe uma viatura de primeira intervenção com a colaboração da equipa técnica da ZIF (Zona de Intervenção Florestal) de Aldeia do Mato. No sul, veículos dos bombeiros estão estacionados na base dos sapadores florestais, em Rossio ao Sul do Tejo. Estão também garantidos cinco pontos de abastecimento de água na margem sul, com a colaboração de várias empresas. O norte do concelho é servido por tanques específicos. Nas 13 freguesias estão também identificadas estruturas de apoio logístico.
Tal como em anos anteriores, um conjunto de entidades vão efectuar a vigilância e, em caso de incêndio, proceder a uma primeira intervenção, nomeadamente equipas de sapadores, equipas da AFOCELCA, associações de caçadores, kits das juntas de freguesia e vários privados. As forças de segurança colaboram no patrulhamento e em acções informativas e dissuasoras.
Nesse encontro, que nesta fase do ano ocorre quinzenalmente e reúne várias entidades, foi sublinhada a importância da limpeza dos terrenos, enfatizando-se que a lei obriga à limpeza de uma faixa não inferior a 50 metros em redor das habitações.
Na ocasião, o comandante dos Bombeiros Voluntários de Abrantes, António de Jesus, divulgou dados estatísticos relativos ao número de incêndios ocorridos no concelho entre 1 de Janeiro e 14 de Junho, tendo este sido o mês com mais ocorrências registadas (14), seguindo-se Abril com oito. A área ardida nesse período foi de 84,77 hectares, 80% da qual em Junho. Os Bombeiros Voluntários de Abrantes têm disponíveis 24 horas por dia, nesta fase Charlie, quatro equipas de combate a incêndios, cada uma com sete elementos, a que acresce mais uma viatura que se vem juntar aos veículos já existentes. Estas equipas actuam por determinação do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Santarém.

Comentários
Mais Notícias
    A carregar...