uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
PSD desunido perde presidência da Assembleia Municipal de Santarém
Joaquim Neto (PS) e José Gandarez (PSD) disputaram a presidência da assembleia municipal

PSD desunido perde presidência da Assembleia Municipal de Santarém

Lista socialista ganhou a mesa da assembleia, com Joaquim Neto a bater José Gandarez. PSD não conseguiu alcançar sequer o número de votos dos seus eleitos presentes. PS tem bancada menos numerosa mas conseguiu ir buscar votos a outras forças políticas.

Edição de 25.10.2017 | Política

O PS, através de Joaquim Neto, ganhou a presidência da Assembleia Municipal de Santarém, apesar de os socialistas terem menos cinco eleitos nesse órgão do que o PSD, que apresentou a outra lista a sufrágio na noite de terça-feira, 24 de Outubro, na sessão de tomada de posse dos autarcas e eleição da mesa.
A lista socialista contou com 22 votos, apesar da bancada do PS apenas ter 16 eleitos. A lista do PSD, liderada por José Gandarez, contou 18 votos, menos um do que o número de elementos da sua bancada presentes na sessão. Para além de, aparentemente, porque o voto é secreto, não ter conseguido atrair votos das outras forças políticas com assento na assembleia (e havia 8 em disputa) Gandarez também não contou com coesão total na sua bancada.
Para além de PSD e PS, os restantes lugares da assembleia municipal são ocupados pela CDU (3), CDS (1), BE (1) e presidentes de junta eleitos por movimentos independentes (3).
Refira-se ainda que dois dos eleitos do PSD não puderam estar presentes: o presidente da Junta de Alcanhões, Pedro Branco, porque estava a tomar posse nessas funções precisamente nessa noite; e o presidente da Junta da Póvoa de Isenta, José João Pedro, por razões de saúde.
O PSD detinha a mesa da assembleia municipal há três mandatos consecutivos e no último também não possuía maioria absoluta, tendo contado com o apoio de alguns presidentes de junta independentes. Como o voto é secreto é sempre especulativo traçar cenários, mas as divisões internas no PSD de Santarém devem ter ajudado ao desfecho desfavorável a José Gandarez, presidente da concelhia de Santarém do PSD e adversário interno do presidente da câmara Ricardo Gonçalves, cuja recandidatura chegou a ser posta em causa.
O novo presidente da Assembleia Municipal de Santarém, Joaquim Neto, é engenheiro e já foi presidente da Junta de Freguesia de Amiais de Baixo, vereador na Câmara de Santarém e no último mandato liderou a bancada socialista na assembleia municipal. Tem como 1º secretário António Pina Braz e como 2ª secretária Helena Victor Vinagre.
Joaquim Neto é visto como um homem sensato e de diálogo, que assumiu no seu breve discurso a necessidade de todos remarem para o mesmo lado nas questões fulcrais para o desenvolvimento do concelho.

Ricardo apela à união a bem de Santarém
Antes, nessa mesma sessão, o reeleito presidente da Câmara de Santarém, Ricardo Gonçalves (PSD), reiterou que o facto de passar a ter maioria absoluta no executivo não vai alterar a sua forma de governar procurando consensos com a oposição, o que nem sempre foi conseguido.
“Santarém e os escalabitanos são aquilo que nos une e são razão infinitamente maior que as nossas ideologias ou a dos nossos partidos políticos ou da politiquice”, disse, acrescentando: “Há quatro anos não foi possível chegar a acordo com a oposição para esse amplo consenso. Espero que neste mandato seja possível reunir vontades para um futuro melhor, e que todos os eleitos passem, a partir de hoje, a militar num único partido: o de Santarém!”.
O novo executivo camarário, liderado por Ricardo Gonçalves (PSD), conta ainda com Nuno Serra (PSD), Inês Barroso (PSD), Cláudia Coutinho (PSD), Jorge Rodrigues (PSD), Rui Barreiro (PS), José Augusto Santos (PS), Virgínia Esteves (PS) e Sofia Martinho (PS).

PSD desunido perde presidência da Assembleia Municipal de Santarém

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...