uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Vila Franca de Xira com mais empresas mas menos emprego
NEGÓCIO. A última grande empresa a mudar-se para o concelho foi a Alliance Healthcare, para Alverca, em Março deste ano

Vila Franca de Xira com mais empresas mas menos emprego

Um estudo de caracterização macroeconómica do concelho de Vila Franca de Xira, promovido pelo gabinete municipal de apoio ao investidor mostra que há mais empresas no concelho, maior volume de negócios mas menos empregos e exportações.

Edição de 23.11.2017 | Economia

O número de empresas a fixar-se no concelho de Vila Franca de Xira tem vindo a crescer todos os anos e são já responsáveis por empregar 24.412 pessoas em todo o território. Os dados constam de um estudo de caracterização macroeconómica realizado pelo Gabinete Municipal de Apoio ao Investidor (GMAI) de Vila Franca de Xira.
Segundo o documento, o concelho tem hoje 3.071 empresas, mais 226 do que em 2015. Uma evolução positiva que se verifica há quatro anos seguidos, depois de outros quatro anos em queda por causa da crise. Estas empresas movimentam anualmente qualquer coisa como três mil milhões de euros. Números que colocam o concelho ribatejano nos 20 maiores do país. O sector da indústria continua a ser o líder no volume de negócios, seguido do sector dos transportes e o sector grossista. Os serviços e o retalho também têm vindo a aumentar os seus negócios.
O documento mostra também um lado menos positivo da economia vilafranquense, sobretudo a redução do número de empregos – menos 224 postos de trabalho – quando comparado com 2015. De qualquer forma, nos últimos quatro anos, geraram-se mais 3089 empregos. Em queda estão também as exportações que depois de um “considerável aumento” em 2013 e 2014 têm descido até 2016, o valor mais baixo dos últimos quatro anos e uma consequência do aumento do consumo interno.

Incentivos fiscais para atrair empresas
O presidente do município, Alberto Mesquita (PS), já tinha defendido à margem da tomada de posse que é uma ambição do executivo para este mandato reforçar a competitividade do concelho dinamizando ainda mais o trabalho do GMAI, concedendo incentivos e benefícios fiscais às empresas que venham a escolher o concelho para se instalarem.
“Prosseguiremos políticas no sentido de atrair e fixar empresas, promovendo o cluster aeronáutico de Alverca e valorizando o potencial agrícola e industrial do concelho. Continuaremos a implementar uma política fiscal amiga das empresas, com a aplicação da mais baixa taxa de IMI legalmente permitida bem como de isenções de derrama”, afirmou o autarca.
As dez maiores empresas sedeadas no concelho em termos de volume de negócios são a Alliance Healthcare, Central de Cervejas, OGMA, ADP, Iberol, Exide, MAN Truck & Bus, Scania Portugal, Lamision e Italagro.

Vila Franca de Xira com mais empresas mas menos emprego

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...

    Capas

    Assine O MIRANTE e receba o Jornal em casa
    Clique para fazer o pedido