uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Divergências internas no PSD fazem mossa na Assembleia Municipal de Santarém
DECISÃO. João Leite sai da liderança da bancada mas permanece na assembleia municipal foto O MIRANTE

Divergências internas no PSD fazem mossa na Assembleia Municipal de Santarém

O líder da bancada, João Leite, demitiu-se e deixou também a vice-presidência da concelhia do partido, em divergência com o líder dessa estrutura, José Gandarez. É mais um episódio na atribulada vida do PSD de Santarém, quando se aproximam mais umas eleições internas.

Edição de 11.01.2018 | Política

Divergências políticas internas estão na origem da demissão do líder da bancada do PSD na Assembleia Municipal de Santarém. João Leite demitiu-se também de vice-presidente da concelhia de Santarém do PSD em rota de colisão com o líder dessa estrutura, José Gandarez, que foi também o cabeça-de-lista do partido à assembleia municipal.
João Leite não gostou de ver anexa à declaração de voto da bancada do PSD na assembleia municipal, no ponto referente ao orçamento camarário para 2018, um documento (ver texto em cima) com posições críticas da ala de José Gandarez que, em parte, segundo João Leite, evidencia publicamente fragilidades da gestão PSD no município escalabitano.
“Colocar perante todos, directa ou indirectamente, as fragilidades do PSD, seja o PSD executivo, o fiscalizador ou o partidário, não é um princípio que defendo”, escreveu João Leite, que defendeu, em alternativa, que essas questões fossem discutidas internamente, numa análise mais profunda. Ideia que não vingou.
Recorde-se que José Gandarez e vários dos seus apoiantes têm sido críticos acérrimos do presidente da câmara e seu companheiro de partido Ricardo Gonçalves. A bancada do PSD na assembleia municipal é espelho dessas divergências, dividida entre apoiantes dos dois lados.
No email dirigido a José Gandarez no dia 3 de Janeiro, a que O MIRANTE teve acesso, João Leite diz ter ficado ainda “mais admirado” quando constatou que a decisão de incluir esse anexo na declaração de voto era, para alguns dos deputados municipais do PSD, condição essencial para o voto favorável do orçamento camarário.
A bancada do PSD acabaria por votar a favor do orçamento, permitindo a sua aprovação, mas as divergências no partido acentuam-se, quando se perspectivam eleições para a concelhia, e é provável que as facções ligadas a José Gandarez e Ricardo Gonçalves se confrontem novamente nas eleições internas.
O MIRANTE contactou João Leite para tentar obter mais alguns comentários, tendo este referido que essas questões devem ser tratadas dentro do partido e não na praça pública. José Gandarez também foi contactado, não tendo respondido ao nosso email até ao fecho desta edição.

Divergências internas no PSD fazem mossa na Assembleia Municipal de Santarém

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...