uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Reclamação atrasa substituição do relvado do estádio de Coruche
A borracha que se encontra debaixo do relvado está à vista

Reclamação atrasa substituição do relvado do estádio de Coruche

Processo está em apreciação no Tribunal Administrativo de Leiria, para onde recorreu uma das empresas concorrentes ao concurso público.

Edição de 08.02.2018 | Desporto

O estado do relvado sintético do Estádio Municipal José Peseiro, em Coruche, está a degradar-se e o concurso público para substituição do piso está em banho-maria pois uma empresa concorrente apresentou uma reclamação no Tribunal Administrativo e Fiscal de Leiria. As más condições do relvado já levaram a uma inspecção de um delegado da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) no dia 14 de Janeiro, no jogo em casa da equipa sénior do Coruchense com o Caldas para o Campeonato de Portugal, que confirmou a situação.
O presidente da Câmara de Coruche, Francisco Oliveira, explica que a relva sintética foi perdendo a sua elasticidade e altura de tal forma que neste momento a borracha que está debaixo do relvado já se encontra à vista. O autarca afirma que vai recolher com a maior urgência possível os pareceres da FPF e do Coruchense. Depois o relatório que resultar dessa avaliação irá a reunião de câmara para ser aprovado e ser enviado para o Tribunal Administrativo de Leiria. O objectivo é requerer o efeito suspensivo da reclamação e, com isso, promover a adjudicação à empresa vencedora do concurso. “O que não queremos é que haja um dano maior tanto a nível físico como administrativo, neste caso a penalização do clube por falta de condições nos jogos”, admite Francisco Oliveira.
Francisco Oliveira defende que se tem que acelerar o processo para conjugar a intervenção com o calendário desportivo de modo a que, quando houver um interregno das competições, se possa efectuar a substituição do relvado. Entretanto, o autarca refere ainda que a 5 de Janeiro deste ano já tinha dado entrada no Tribunal de Leiria um relatório realizado por uma empresa laboratorial especializada em análise da qualidade das relvas sintéticas.
Contactado por O MIRANTE, o presidente da direcção do Coruchense, Dionísio Mendes, confirma o estado deficiente do relvado e admite que a substituição já era para ter sido feita na paragem do calendário desportivo em Dezembro. Face a essa impossibilidade, adianta, espera-se que seja realizada no próximo interregno nos meses de Maio e Junho deste ano. Diz ainda que a substituição do relvado demorará cerca de quatro semanas a ser realizado.

Reclamação atrasa substituição do relvado do estádio de Coruche

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...