uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
“A tauromaquia é vivida com intensidade e até se justificava uma praça de toiros”

“A tauromaquia é vivida com intensidade e até se justificava uma praça de toiros”

Edição de 10.08.2018 | Especial Festas de Samora Correia

Orgulho-me de ter nascido em Samora Correia. Nasci numa casa que ainda hoje existe, situada, curiosamente, na rua do Trabalho. Iniciei a minha carreira na área dos seguros há quase três décadas, no longínquo ano de 1989 e sempre aqui, nesta maravilhosa terra.
Sou optimista por natureza mas acima de tudo sou perseverante e resiliente. O mercado existe e somos nós que temos de o conquistar. É isso que faço diariamente.
O partido que governa o concelho já está no poder há várias décadas e por esse motivo não se vislumbram grandes mudanças. A nível nacional também não se sentiram grandes mudanças, a não ser o aumento de impostos, principalmente os indirectos que sufocam as empresas e as famílias. Somos um povo forte mas quase sempre gerido por gente fraca e como escreveu o nosso mais ilustre poeta, Luís de Camões, “um fraco Rei, faz fraca a forte gente”.
Não visito as festas tanto quanto gostaria. Não é por falta de interesse mas por falta de tempo. Sou principalmente visitante na noite da sardinha assada mas sei que as festas populares como a nossa ajudam a preservar costumes e tradições. Depois há o aspecto económico. A festa traz riqueza para a região.
Claro está, que se pode sempre acrescentar algo à festa mas nunca mudá-la! A tradição taurina é muito forte aqui em Samora Correia, terra que viu nascer e também acolheu, importantes figuras da festa brava, desde toureiros, equitadores, forcados e campinos, a criadores de cavalos e de gado bravo. O toiro e o cavalo são a sua alma. São a alma de qualquer festa ribatejana. As actividades festivas concentram-se essencialmente na cultura taurina e não vejo como possa ser diferente.
A festa brava é vivida com tal intensidade e fervor, que julgo que se justificaria até a edificação de uma praça de touros no coração de Samora Correia. A arte equestre também poderia ser explorada pois existem condições fantásticas.
Samora Correia está às portas da capital. Que mais se pode desejar? Ainda por cima temos um vasto território de enorme riqueza paisagística e ambiental, ainda que o seu acesso esteja vedado à população. O cavalo, o touro, o vinho e o arroz são produtos de excelência na nossa terra.

“A tauromaquia é vivida com intensidade e até se justificava uma praça de toiros”

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...

    Capas

    Assine O MIRANTE e receba o Jornal em casa
    Clique para fazer o pedido