Agora Falo Eu | 24-01-2024 07:00

José Chumbo

José Chumbo
José Chumbo

Empregado bancário e tesoureiro na Junta de Freguesia de Alverca do Ribatejo e Sobralinho | 56 anos, Alverca do Ribatejo

Alguma vez teve que mandar arranjar alguma coisa que estava no prazo de garantia?
Nunca tive de arranjar algo dentro da garantia. Mas, pelo que oiço dos meus amigos, nem sempre corre bem.
Quando se confronta com uma pessoa ignorante o que lhe apetece fazer?
Quando me confronto com a ignorância parto sempre do princípio que a pessoa não está na posse de toda a informação e explico o porquê de determinada acção e em que contexto foi tomada.
Quantos espelhos tem em casa? E usa-os muitas vezes?
Tenho cinco espelhos em casa e o que uso mais é o que está na nossa casa-de-banho para olhar a minha cara e por vezes dizer: “Acorda, a vida está lá fora, vamos enfrentar o dia”.
Há alguma coisa que não seja cara? Dos produtos que costuma comprar qual foi o que aumentou mais?
Penso que nem as pastilhas elásticas estão baratas. Dos produtos que normalmente compro o que mais aumentou foi o azeite. Um bom azeite está pela hora da morte.
Se voltasse a ter 15 anos o que fazia?
Faria tudo igual, em cada momento da nossa vida, pois desconhecia o que à frente me esperava. É impossível voltar atrás, não vale sequer pensar em mudar o nosso destino.
Costuma arrepender-se? Qual é o seu maior arrependimento?
Já me arrependi e o maior arrependimento foi não dizer o que me ia na alma em determinados momentos da vida, mas também não vivo a pensar nisso.
Tem algum sonho que se repita regularmente? Qual é?
Quando me reformar ir numa grande viagem a um país que me fascina, por tudo e mais alguma coisa, que é a Austrália.
Se os padres pudessem casar a Igreja Católica beneficiava com isso?
Penso que deveriam casar, o celibato é um acto contranatura. Mas penso que a doutrina da Igreja, com os avanços civilizacionais, vai fazer esse caminho naturalmente. O Papa Francisco está aos poucos a introduzir reformas que vão ao encontro do modo de vida actual.
Os políticos são todos corruptos?
Entendo que a corrupção é algo que em Portugal tem que ser combatida. A corrupção não assola somente os políticos, está enraizada no ‘modus operandi’ da nossa sociedade. Penso que a mesma é tão natural que muitas das vezes assume o papel da cunha, do jeitinho. É mais fácil “acusar” de corrupção os políticos, desde a esquerda à direita, pois estão mais expostos, o que podemos dizer da alta finança….
Tem ou já pensou comprar um seguro de saúde? Porquê? E perto de onde mora há algum hospital privado?
Tenho seguro de saúde pois é um óptimo complemento ao SNS, ajuda a colmatar as falhas do sistema. O hospital privado mais próximo de onde moro é o CUF Descobertas.
A guerra na Ucrânia causa-lhe alguma preocupação ou vive o seu dia-a-dia sem se preocupar muito com isso?
Claro que causa preocupação, tem impacto directo na minha vida, o aumento do preço da electricidade, dos combustíveis, etc.., que tem como resultado final o aumento generalizado da inflação. Este é o impacto económico. O outro é o humano, tantas vidas que já se perderam, tantos refugiados, tudo por ambição e sede de recursos naturais. Na guerra da Ucrânia, como na recente invasão de Israel na faixa de Gaza, o ser humano mostra o que de pior tem, não conseguindo aprender com o passado.
Qual o problema que já devia ter sido resolvido há muito tempo na zona onde mora?
O problema da habitação, não pode continuar assim, os jovens não conseguem desta forma sair de casa dos pais. Penso que o Estado deve ser mais actuante no mercado, fomentar e financiar a construção de habitação a custos controlados.
O que pensa da possibilidade de a semana de trabalho ser de quatro dias? E se isso fosse possível o que fazia nos restantes dias? Passeava ou arranjava outro emprego?
Concordo com a semana dos quatro dias, no entanto as regras devem ser bem claras para as partes intervenientes. Outro emprego não pois não trocaria esta alteração por mais trabalho.
Gostou de andar na escola? E com que ideia, em geral, ficou dos seus professores?
Gostei bastante, ainda me recordo da minha professora primária e dos meus colegas. Relativamente aos professores em geral, e como em todas as profissões, há bons e maus profissionais, mas tenho uma boa ideia dos mesmos.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1673
    17-07-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1673
    17-07-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo