Agora Falo Eu | 28-02-2024 21:00

José Carlos Baeta

José Carlos Baeta
José Carlos

Presidente dos Amigos do Passeio Clássico | 57 anos, Santarém

O que faz para ocupar os seus tempos livres?
Ocupo a grande parte do meu tempo livre na manutenção e conservação do espaço onde moro com a minha família. Depois na minha grande paixão, que são as motas. Sou presidente e um dos fundadores do APC - Amigos do Passeio Clássico, uma junção entre moto clube e clássicos.
Existe há muito tempo?
Existe há seis anos. Tivemos algumas dificuldades, nomeadamente com a Covid-19, mas lá vamos crescendo com ambição de fazer mais e melhor. Temos uma excelente equipa desde a direcção a todos os órgãos sociais e, claro, aos nossos sócios. Estamos a tentar inaugurar a nova sede no dia 25 de Abril. As condições no Centro Cultural e Recreativo das Fontainhas e Graínho eram muito boas, mas chegou a altura de um próximo passo no crescimento da associação.
Já consegue associar a cor verde à defesa do ambiente ou quando pensa em verde pensa noutras coisas?
Consigo associar o verde não só à defesa do ambiente, mas também à beleza do campo, até porque nem sou do Sporting.
Já foi vítima de alguma burla?
Ainda não fui mas por sorte porque sou muito distraído com algumas coisas.
Quais são os principais problemas ambientais na sua área de residência e de trabalho?
De forma geral, na zona onde resido existe uma resposta às necessidades ambientais mais importantes, mas há sempre aspectos a melhorar. Mais condições para reciclagem; um maior cuidado com os espaços envolventes, ou até mesmo uma maior sensibilização para os nossos hábitos do dia-a-dia, por exemplo.
Ir comprar roupa ou sapatos dá-lhe prazer?
Claro que não, olho para a conta bancária e dá-me tristeza.
E gosta de fazer compras sozinho ou acompanhado?
Sozinho. Vou directo ao que preciso e em 15 minutos está resolvido.
Prefere campo ou praia?
Campo! Praia só para passear e aproveitar um bom restaurante. Menos confusão, mais liberdade, mais tranquilidade e mais ar puro.
Os programas de culinária da televisão abrem-lhe o apetite?
E dão-lhe vontade de cozinhar?
Abrir o apetite talvez não mas por vezes fico curioso com determinados pratos ou restaurantes. Cozinhas, deixo para quem sabe.
Votar devia ser obrigatório?
Sim, devia ser obrigatório ir votar. Para relembrar que nem sempre foi um direito adquirido e que foi preciso lutar para que todos tivessem a liberdade para dar a sua opinião. É fundamental responsabilizar o povo pelas decisões do país.
Costuma fazer exercício físico?
Já fiz. Actualmente a falta de tempo faz com que o faça com menos regularidade.
Tenta aproveitar as promoções dos supermercados ou não liga e compra o que precisa?
Existem promoções que realmente compensam e aí é importante aproveitar mas, de forma geral, compramos o que é preciso e faz falta em casa. Por vezes os descontos são aplicados a artigos cujos preços foram aumentados dias antes.
Costuma mudar regularmente de operadora de telecomunicações?
Mudei uma vez por necessidade, fora isso não vejo necessidade de o fazer. Porque com a grande oferta que existe no mercado é importante escolher aquela que nos dá mais benefícios por um preço mais reduzido.
Gostou de andar na escola? E com que ideia, em geral, ficou dos seus professores?
Gostei de andar na escola. Eram outros tempos e formas de ensino diferentes. Mas de um modo geral foi agradável.
É capaz de cantar um fado do princípio ao fim?
Adoro fado, mas deixo isso para quem sabe.
Lê as notícias em jornais ou prefere a Internet? Porquê?
Gosto mais de ler o jornal em papel. É um hábito que se vai perdendo mas que continua a fazer sentido. Porém, nem sempre é possível e recorro à Internet.
Com que idade é que acha que se vai reformar?
Gostava que fosse aos 60 mas em Portugal trabalha-se até não se poder mais.
Tem alguma tatuagem ou já pensou em fazer uma?
Não tenho tatuagens mas em breve irei fazer uma para cumprir uma promessa que fiz aos meus filhos com um significado muito importante.
Alguma vez sentiu orgulho em ser cidadão europeu?
Sim, tenho orgulho em ser cidadão europeu. Vivemos na grande maioria do tempo num clima de paz e de respeito, algo que considero fundamental.
Deitar cedo e cedo erguer dá saúde e faz crescer?
Não sei, tenho um metro e oitenta e nunca cumpri esse ditado.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1660
    17-04-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1660
    17-04-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo