Agora Falo Eu | 12-06-2024 07:00

Liliana Narciso

Liliana Narciso
Liliana Narciso

Ortoptista na Óptica Eyesforyou – Optivisão, 30 anos, Santarém

Quando viaja prefere que meio de transporte?
Por norma escolho o meio de transporte consoante o destino a visitar e as distâncias que tenho de percorrer. O carro é sempre mais cómodo, mas desde pequena que gosto muito de andar de bicicleta pelo campo, por exemplo.
Num dia de sol o que não dispensa?
Mesmo nos dias nublados não dispenso o uso de óculos de sol pois tenho imensa sensibilidade à luz. Como conheço as consequências da falta deste tipo de cuidados de protecção dos olhos, faço o que posso para os manter saudáveis.
O que punha a funcionar na sua terra que não existe?
Do que sinto falta é de uma maior divulgação dos eventos ao longo do ano por parte das respectivas organizações, nomeadamente através de canais digitais. Existem inúmeros espectáculos, concertos e festas no distrito de Santarém que não chegam a grande parte da população do distrito.
Conseguia viver sem telemóvel?
Penso que sim. Considero que não sou uma pessoa dependente do telemóvel, apesar de ser um objecto fundamental para comunicarmos uns com os outros mas, para mim, o que me faria mais falta seria sem dúvida o GPS.
Tem a profissão que gostaria de ter?
Nunca soube bem que profissão gostaria de ter, apenas que deveria ser na área da saúde, pois gostava de ajudar as outras pessoas de alguma forma, por isso considero que sim. Gosto muito do que faço!
Nas férias prefere praia, campo ou neve? Porquê? Já planeou as suas férias este ano?
Adoro praia e campo, mas se tivesse de escolher entre ambos, seria a praia. Adoro um bom mergulho no mar. Apesar de ainda não ter planeado as minhas férias para este ano, sem dúvida que incluirão praia.
Custa-lhe levantar de manhã para trabalhar?
Normalmente acordo facilmente e até treino antes do trabalho, por isso às vezes custa levantar cedo, não para trabalhar, mas para treinar. No final do dia acaba sempre por compensar.
Qual o objecto que nunca fica em casa?
O relógio. Saio sempre de casa com relógio.
Sente que as pessoas se preocupam mais com a saúde?
Hoje em dia existe maior consciencialização das pessoas pela saúde, nomeadamente a saúde visual, que é a minha área profissional. Mas ainda existe um longo caminho a percorrer a nível da prevenção. Na adopção de hábitos de vida saudáveis como a alimentação cuidada e o exercício físico.
Alguma vez deu sangue?
Dei sim. Dei sangue pela primeira vez na pandemia quando estávamos em confinamento.
Era capaz de dar 300 euros por uns sapatos?
Sim, se a qualidade e a minha necessidade o justificassem.
Quando está a almoçar ou a jantar com a família ou amigos e há alguém que passa o tempo a consultar o telemóvel, isso incomoda-a?
Imenso. Principalmente quando falo para alguém que nem ouve porque está concentrado em algo no telemóvel durante a refeição.
Quais são os principais problemas na sua área de trabalho? Como acha que podiam ser resolvidos?
Os principais problemas na minha área de trabalho são sem dúvida o desconhecimento da população pelos profissionais da área e alguma falta de regulamentação. Deveria ser criada regulamentação e ser realizada mais promoção para a saúde da visão não só na população, mas entre os profissionais de saúde de outras áreas para que pudesse haver um melhor encaminhamento e se pudesse trabalhar numa equipa multidisciplinar.
É capaz de cantar um fado do princípio ao fim?
Nem pensar. Sou péssima cantora.
Os programas de culinária da televisão abrem-lhe o apetite? E dão-lhe vontade de cozinhar?
Por norma não vejo esse tipo de programas, mas quando passo por eles em “zapping” considero que é uma tentação olhar para uma comida com óptimo aspecto e que não podemos provar... Algumas pratos parecem-me demasiado complexos para fazer em casa.
Fecha a água enquanto escova os dentes ou enquanto se ensaboa no banho?
Quase sempre. Esforço-me ao máximo para fechar a torneira sempre que não estou a usar a água, porque sei que é um recurso que precisamos de preservar. 

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1673
    17-07-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1673
    17-07-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo