Agora Falo Eu | 26-06-2024 07:00

Cristiana Lourenço Santos

Cristiana Lourenço Santos
Cristiana Lourenço Santos

Assistente comercial na Santaluz Unipessoal Lda - 23 anos, Alqueidão do Rei, Alcanede

Gosta de conduzir?
Gosto muito de conduzir. Para ser sincera, antes de ter carta de condução já tinha pegado algumas vezes em veículos no quintal de casa. Com 16 anos tirei a carta de mota e aos 18 a de carro. Para quem vive num meio rural a carta de condução é fundamental. É como uma liberdade adquirida, pois permite deslocarmo-nos para onde quisermos.
Já alguma vez soprou no balão?
Já fui mandada parar pela polícia, mas nunca soprei no balão. Penso que as vezes em que fui mandada parar foi por não me acharem com cara de quem já tivesse idade para ter carta (risos).
Quais as datas importantes que costuma celebrar?
Gosto de celebrar sem ter qualquer motivo. Acho que ter saúde é o melhor motivo para celebrarmos. Mas uma data que não deixo passar sem qualquer festejo é o meu aniversário. Há quem diga que com o passar dos anos esse gosto irá mudar, pois vou-me sentir a envelhecer. Mas o envelhecer também pode ter o seu lado bom, pois é sinal de sabedoria e experiências vividas.
Se voltasse a ter 15 anos, o que fazia?
O passado é passado e deve lá ficar. Penso muito é no que ainda quero fazer e conquistar ao longo da minha vida.
Era capaz de viver sem música?
Sou incapaz de conduzir sem música. A música funciona como uma terapia, e até tenho “playlist” para diferentes estados espíritos. A música também faz parte da minha vida pois tive aulas de guitarra quando era mais nova.
Qual é o seu truque para manter a calma perante um imprevisto?
Não sei se existe um truque propriamente dito. Sou uma pessoa um pouco nervosa e ansiosa, mesmo que por vezes não transpareça para os outros. O melhor nessas alturas é sermos verdadeiros e genuínos e tudo se resolve.
A que petisco não resiste?
Difícil, muito difícil de responder. Gosto muito de comer e como a minha avó sempre disse, “sou de boa boca”. Acho que gosto de quase tudo.
Sabe cozinhar?
Digamos que sei cozinhar o essencial. Sei fazer coisas básicas, pois também não gosto muito de cozinhar. E para além disso, como estou a viver em casa dos meus pais quem cozinha mais é a minha mãe. Se tiver que cozinhar, a minha especialidade são bifinhos com cogumelos e batatas fritas.
Alguma vez deu sangue?
Nunca dei sangue. Sei que deveria fazê-lo pois reúno todas as condições para isso, mas nunca tive coragem. Sou um pouco medricas no que diz respeito a agulhas, não gosto de ver sangue e entro em pânico quando faço alguma ferida ou sei que vou ter que ser picada por uma agulha.
Costuma fazer habitualmente a separação dos lixos domésticos?
Para ser sincera, não faço de tudo. Faço principalmente do vidro e das pilhas. Na aldeia onde vivo só existe um ecoponto, que se encontra a uns largos metros da minha habitação, o que implica andar uma boa distância para deixar o lixo. Mas acho que é algo que deve ser feito pois devemos preservar o planeta.
Tem conta em alguma rede social?
Sou licenciada em Comunicação e Media, e sempre fui utilizadora de redes sociais. Tenho diversas contas nas redes sociais, desde Facebook, instagram, linkdin, x, tiktok, Snapchat, whatsapp. Algumas destas contas utilizo por motivos profissionais e outras por lazer. Penso que o segredo é saber equilibrar as coisas e nunca perder o controlo. As redes sociais têm muitas vantagens, mas também têm desvantagens.
Gosta mais do campo ou da cidade?
Gosto de ambos. Nasci numa pequena aldeia, Alqueidão do Rei, que pertence à freguesia de Alcanede e quando fui para a faculdade vivi na cidade de Leiria, mas logo após o fim do curso regressei às origens, onde permaneço até hoje. O campo dá-nos a calma, a tranquilidade e liberdade enquanto a cidade dá-nos a facilidade e comodidade de acesso a serviços e produtos.
Qual foi a melhor viagem (ou passeio) que fez até hoje?
Difícil responder. Cada local é um único. Eu não sou de grandes aventuras. Não faço como alguns que partem de mochila às costas à descoberta do mundo. Sou mais ponderada, gosto de planear tudo antes de ir. Conheço grande parte do nosso país, incluindo ilhas, e também já fiz algumas viagens ao estrangeiro, mas não consigo eleger a melhor.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1673
    17-07-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1673
    17-07-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo