Arquivo | 21-01-2004 14:30

Vilafranquense não arranja direcção

Vilafranquense não arranja direcção

Ainda não foi na sexta-feira que o Vilafranquense conseguiu eleger uma nova direcção. Os sócios não apresentaram qualquer lista aos órgãos sociais do clube e o presidente da assembleia-geral marcou nova reunião eleitoral para dia 30 deste mês.

A assembleia-geral do Vilafranquense, realizada na noite do dia 16, sexta-feira, que tinha como ponto único da ordem de trabalhos a eleição de novos corpos gerentes para o clube, durou apenas vinte minutos e terminou sem qualquer votação, uma vez que não surgiu qualquer lista concorrente.A situação não surpreendeu os sócios, que já sabiam que a Assembleia-geral (AG) não tinha recebido nenhuma lista. No entanto, após o presidente daquele órgão ter marcado nova assembleia eleitoral para o dia 30 de Janeiro, também uma sexta-feira, e de ter dito que se até dia 24 não aparecer nenhuma lista, iria convocar os órgãos sociais para tentar arranjar um grupo de associados que se encarregasse dos destinos do clube, alguns dos cerca de cinquenta sócios presentes pediram a palavra para questionarem porque é que os elementos da AG não tinham tentado encontrar uma lista de consenso já para esta reunião.O presidente da Mesa da AG, José Fidalgo, explicou que estava apenas a seguir os estatutos do clube, uma resposta que não agradou a Eurico Cid, um dos sócios que mais contestou a anterior direcção, presidida por Machado Lourenço. O associado disse que não apareceu nenhuma lista porque os sócios não sabem qual é o passivo do clube, a quem de deve e quanto se deve, e solicitou ao presidente que na próxima reunião venha munido dos elementos contabilísticos do clube. “É fundamental conhecer as contas do clube”, completou Eurico Cid.Vítor Arrojado, outro dos sócios presentes na reunião, deu razão aos argumentos de Eurico Cid e acrescentou que na última reunião não ficara com a ideia de que as contas tivessem sido aprovadas.O presidente da mesa da assembleia-geral terminou a reunião instantes depois, justificando posteriormente que “estar a alimentar esta polémica era estar a provocar cisões” entre os associados. José Fidalgo referiu que 15 dias são um prazo perfeitamente razoável para a marcação de uma nova assembleia, até porque esta direcção se mantém em funções até se encontrar novo elenco directivo.“Todas estas intervenções foram para alimentar a polémica. Até hoje (dia da assembleia) não apareceu qualquer associado a pedir qualquer esclarecimento sobre as contas”, garantiu José Fidalgo, questionado por O MIRANTE. O responsável acrescentou ainda que tudo o que se tem dito tem surgido sob a forma de boato e através de escritos em nome de grupos de sócios que não se identificaram.A concluir, resumindo as contas do clube, José Fidalgo esclareceu que o clube tem actualmente cerca de 750 mil euros (150 mil contos) de encargos assumidos, verba que no entanto contempla o pagamento faseado de algumas obras, entre as quais o parque de estacionamento que o clube inaugurou recentemente junto à sua sede.A próxima assembleia-geral do Vilafranquense realiza-se no dia 30 deste mês, com as listas a terem de ser entregues até às 24h00 do dia 24.O silêncio de Machado LourençoO presidente da direcção ainda em funções, Machado Lourenço, não interveio durante a assembleia-geral, mantendo-se sentado e silencioso durante toda a reunião magna de associados, mas, no final, em declarações aos jornalistas, reafirmou que as contas do clube tinham sido aprovadas na anterior reunião. “Estivemos quatro horas a discutir as contas, que foram explicadas por técnicos com experiência e foram aprovadas”, disse o dirigente, completando que quem agora protesta, na altura não votou contra.Machado Lourenço disse que as intervenções de alguns associados foram feitas apenas para dizer mal e em sua opinião o clube é que sofre com estas divergências. O presidente do clube não mostrou grandes esperanças de que venha a aparecer uma lista para a assembleia de dia 30 e deu um concelho aos eventuais candidatos à sua sucessão. “O Vilafranquense já não se gere vindo apenas aqui à noite”.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1423
    03-10-2019
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1423
    03-10-2019
    Capa Médio Tejo