Covid-19 | 18-01-2021 17:31

Pandemia descontrolada em Alcanena

Pandemia descontrolada em Alcanena

Presidente do município critica comportamento irresponsável de alguns cidadãos. Casos activos no concelho ultrapassaram as duas centenas e meia.

A presidente da Câmara de Alcanena, Fernanda Asseiceira (PS), diz que a pandemia de Covid-19 no concelho está numa “fase de autêntico descontrolo”, atribuindo responsabilidades, em grande parte, ao comportamento irresponsável de muitos cidadãos.

“As pessoas continuam a não respeitar as regras básicas recomendadas pela Direcção Geral de Saúde; ou não utilizam máscara na rua ou utilizam-na inadequadamente”, exemplificou a autarca, considerando que o aliviar das restrições concedido no Natal pelo Governo foi mal interpretado por muitos cidadãos, tendo-se registado muitos convívios fora do âmbito familiar mais restrito.

Num ponto da situação feito durante a reunião de câmara de segunda-feira, 18 de Janeiro, Fernanda Asseiceira informou que foram registados 38 casos de Covid-19 num lar de Alcanena, entre funcionários e utentes, tendo sido também detectado nessa data um surto na empresa municipal Aquanena que contava com 17 casos positivos. Nos Bombeiros Voluntários de Minde também há operacionais infectados.

Somam-se ainda muitos casos na comunidade, entre eles de jovens estudantes, havendo dez turmas de vários graus de ensino em confinamento. No início da semana havia 251 casos positivos de Covid-19 no concelho.

Para esta semana está prevista a testagem de todos os funcionários municipais e do executivo camarário, bem como dos elementos que integram as mesas de voto. “Situação é realmente muito grave e lamento que muitas situações tenham sido causadas por comportamentos inadequados”, disse a autarca.

Fernanda Asseiceira disse ainda que vai tendo conhecimento de casos em que pessoas furam o confinamento ou isolamento profiláctico obrigatório, sublinhando que a competência de fiscalização dessas eventuais infracções pertence à GNR. “Quando sabemos de alguma situação reportamos directamente à GNR”, esclareceu em resposta à vereadora Maria João Rodolfo (PSD/CDS/MPT).

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1497
    10-02-2021
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1497
    10-02-2021
    Capa Vale Tejo