Cultura | 07-09-2019 12:30

Festival da Sopa da Pedra é mais um chamariz para a restauração de Almeirim

Festival da Sopa da Pedra é mais um chamariz para a restauração de Almeirim
GASTRONOMIA

Certame decorreu de 28 de Agosto a 1 de Setembro no Parque das Tílias, com enfoque na promoção dos produtos locais.

O fim-de-semana do Festival da Sopa da Pedra de Almeirim é provavelmente o melhor do ano para os restaurantes da cidade, disse o presidente do município, Pedro Ribeiro, na inauguração do Festival da Sopa da Pedra, que decorreu na quarta-feira, 28 de Agosto, no Parque das Tílias.

Segundo o autarca, este certame é importante para a divulgação do concelho e também para a restauração local, pois as pessoas vão ao festival e depois acabam quase sempre por ir tomar uma refeição aos vários restaurantes de Almeirim. É por isso, adianta, que a autarquia pretende alargar o espaço deste certame no próximo ano e está simultaneamente a pensar num projecto para o Parque das Tílias.

Pedro Ribeiro aproveitou ainda para fazer um balanço das sete edições do Festival da Sopa da Pedra, recordando que, no primeiro ano o certame correu bem apesar de ter tudo para não dar certo. “Depois veio o segundo que correu melhor e ficámos com o problema do espaço. Foi quando decidimos arriscar e passar para o Parque das Tílias que, na altura, foi um grande risco, pois era grande demais para o festival”, conta o autarca.

O presidente da Entidade de Turismo do Alentejo e Ribatejo, Ceia da Silva, reforçou a importância deste certame para a divulgação da sopa da pedra e do concelho de Almeirim. Também Walter Chicharro, presidente da Câmara da Nazaré, município convidado este ano, destacou os laços de amizade entre o seu município e Almeirim, lembrando a campanha de divulgação dos vinhos do Tejo pelas praias, entre os meses de Junho e Agosto, e que se iniciou na Nazaré.

Certificações a bom ritmo

Durante a inauguração do Festival da Sopa da Pedra, Pedro Ribeiro fez questão de referir que o processo com vista à certificação do pão tradicional caralhota e da sopa da pedra está no bom caminho e espera resultados brevemente. O autarca admitiu também que a certificação será no futuro um factor de atractividade e que é importante para valorizar a identidade da região e reforçar nichos de mercado.

O presidente da Entidade de Turismo do Alentejo e Ribatejo lembrou que já se certificou os restaurantes e agora está a decorrer o processo envolvendo as unidades hoteleiras e o turismo em espaço rural, que foi adjudicado esta semana em concurso público. “Isto é importante porque o turista agora é diferente. É mais exigente, mais culto, tem mais poder de compra e vai querer o que é certificado e tenha qualidade”, admitiu. Ceia da Silva frisou ainda que a região é a que mais tem crescido em dormidas de turistas e proveitos e disse que o sector do turismo ainda vai crescer mais atendendo aos projectos que estão em andamento para novos alojamentos locais.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1419
    05-09-2019
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1419
    05-09-2019
    Capa Médio Tejo