Cultura | 31-03-2021 10:26

Erotismo das “Flores do Mal” de Baudelaire editada em disco pela Inestética

Erotismo das “Flores do Mal” de Baudelaire editada em disco pela Inestética
CULTURA

Ópera com poemas de Baudelaire estreada pela Inestética companhia teatral em Outubro de 2019 fica imortalizada em disco.

Já se encontra disponível a edição em CD e formato digital da ópera “As Flores do Mal”, do compositor Luís Soldado a partir de poemas de Charles Baudelaire e que em Outubro de 2019 se estreou no palco do Palácio do Sobralinho pelas mãos da Inestética companhia teatral.

A ópera tem interpretação do barítono Rui Baeta e das sopranos Inês Simões e Célia Teixeira, acompanhados por um ensemble composto por Daniela Pinheiro (flauta), Magda Pinto (viola de arco), Sofia Azevedo (violoncelo) e Samuel Pedro (contrabaixo). Os poemas “condenados” e banidos do livro “As Flores do Mal” foram o ponto de partida para a criação do libreto e composição musical desta ópera, que exalta a transgressão poética de Charles Baudelaire nas múltiplas e contraditórias emoções do masculino e do feminino.

Considerada um dos expoentes máximos da poesia moderna e simbolista, a obra do poeta francês, publicada em 1857 e recolhida poucos dias após o seu lançamento por atentado à moral, aborda as temáticas intemporais do amor e do erotismo, desejo, vício, solidão e decadência, com uma inquietante sensualidade. Seis poemas foram suprimidos para que o livro de Baudelaire pudesse voltar a ser editado.

Trata-se da terceira ópera estreada e editada pela Inestética companhia teatral, que anteriormente já tinha lançado “O Corvo” (2016) a partir de Edgar Allan Poe e “Tabacaria” (2018), a partir dos textos de Álvaro de Campos/Fernando Pessoa. Esta edição tem o apoio do Ministério da Cultura, DGArtes e Câmara Municipal de Vila Franca de Xira e pode ser encomendada em exclusivo no site da Inestética.

Mais Notícias

    A carregar...