Cultura | 27-11-2022 07:00

Azinhaga evoca génio de José Saramago no dia do seu centenário

Azinhaga evoca génio de José Saramago no dia do seu centenário
EDIÇÃO SEMANAL
António Costa esteve na Azinhaga e juntou-se à comunidade para a plantação da centésima Oliveira

O povo da Azinhaga juntou-se no dia do centenário do nascimento de José Saramago para recordar o Prémio Nobel da Literatura e assistir à plantação da centésima oliveira do projecto “100 oliveiras para Saramago”. Autarcas e Primeiro-Ministro também participaram na homenagem.

“Azinhaga não é a minha terra, é a única terra onde eu realmente podia ter nascido”. A frase é da autoria de José Saramago e foi evocada, tal como o génio que o fez ganhar o Prémio Nobel da Literatura, no dia do seu centenário, a 16 de Novembro, data da plantação da centésima oliveira do projecto “100 oliveiras para Saramago”. Ana Saramago Matos, neta do escritor, emocionou as várias dezenas de populares que assistiam ao momento, recordando o avô Jerónimo, “o homem mais sábio que conheceu”, e a avó Josefa, “com o seu riso foguete de cores”, as grandes referências de infância de José Saramago, que se transformaram mais tarde em personagens literárias e que hoje dão nome a duas das cem oliveiras situadas na rua Victor Guia.
A fundadora da Galeria das Salgadeiras, em Lisboa, recordou o seu avô afirmando que “na vida e na literatura” o seu compromisso político esteve sempre presente. “Desassossegar era o verbo, tal e qual como cada um dos 43 livros que escreveu”, referiu, acrescentando que é o culminar de um projecto que se iniciou em 2019 numa conversa entre Danilo Matos, seu pai, e Victor Guia, presidente da Junta da Azinhaga. “Com as vontades de todos e, como sabemos, onde cabe uma cabem milhões, a passarola levantou voo. As oliveiras cá estarão para o bicentenário de José Saramago”, sublinhou.
Foi precisamente Victor Guia que abriu as hostilidades e realizou um discurso sentido e de homenagem a um homem com quem teve “o prazer” de viver muitos momentos. “A plantação das 100 oliveiras tem o propósito de aquietar o desgosto que o próprio sentia por na Azinhaga já não existir o olival e as oliveiras como ele conheceu em criança. Esta homenagem visa engrandecer o maior génio da literatura portuguesa e um dos maiores da literatura mundial. O intemporal pensador, o humanista e o eterno cidadão do mundo. José Saramago nasceu há 100 anos, mas é um homem sem idade”, disse.

Perpetuar a obra de Saramago
O Primeiro-Ministro também marcou presença na homenagem, à semelhança do que tinha acontecido na altura da plantação da 99ª oliveira. António Costa defendeu que a melhor maneira de assinalar o centenário do nascimento de José Saramago é “perpetuar a sua obra, as causas por que lutou e as gentes a quem resolveu dar voz”.
“É muito importante não esquecermos Saramago, porque esquecermos Saramago é esquecermos todos aqueles que, tendo nascido em alguma Azinhaga, não chegaram ao prémio Nobel, mas são aqueles que permitiram ao Saramago contar a história que fez dele o primeiro Prémio Nobel da literatura portuguesa”, afirmou.

Projecto com azeite comunitário

Ana Matos e Violante Saramago, filha de José Saramago, receberam o Primeiro-Ministro e o Ministro da Cultura acompanhadas por Victor Guia e António Camilo, presidente da Câmara da Golegã. Também outros autarcas da região ribatejana fizeram questão de estar presentes na iniciativa. A comitiva percorreu cerca de 200 metros de estrada até chegar à oliveira com o nome da avó do escritor; no local todos tiveram oportunidade de pegar numa pá e mandar terra para a árvore, que simboliza a sabedoria e a resistência. Durante o percurso falou-se do tempo chuvoso, da dificuldade que houve em encontrar as 100 personagens e das alterações que a paisagem sofreu ao longo dos anos.
Ana Matos revelou ainda que as azeitonas que as oliveiras derem vão ser utilizadas para produzir azeite comunitário para as pessoas que vivem na Azinhaga. António Costa deu os parabéns pela ideia e desejou-lhe sucesso e que faça a diferença na comunidade local.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1596
    11-01-2023
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1596
    25-01-2023
    Capa Médio Tejo