Cultura | 08-02-2023 18:00

Banda filarmónica é uma referência em Vale do Paraíso

Banda filarmónica é uma referência em Vale do Paraíso
Associação Desportos e Recreio “O Paraíso” comemorou 60 anos de existência ao serviço da comunidade

Dezenas de pessoas encheram o salão nobre da Associação de Desportos e Recreio “O Paraíso” , de Vale do Paraíso, para o concerto comemorativo dos 40 anos da banda, que é motivo de orgulho para a comunidade.

A banda da Associação de Desportos e Recreio “O Paraíso” (ADR), de Vale do Paraíso, Azambuja, celebrou na tarde de domingo, 29 de Janeiro, 40 anos de dedicação à música e de trabalho em prol da comunidade. Para Francisco Pinto, maestro da banda há 24 anos, só há motivos para se orgulhar de todas as pessoas que passaram pela banda. “Temos tido todos os anos elementos que nos deixam e que seguem as suas carreiras na música e não só, o que nos deixa muito orgulhosos porque sabemos que estão sempre disponíveis a voltar e ao mesmo tempo temos também novos alunos a entrar na escola de música e a seguirem para a banda”, explica a O MIRANTE.
Para o maestro, as quatro décadas de banda mostram também a vontade e a dedicação em fazer melhor, sem medo de inovar e sempre com o apoio da comunidade que, na sua opinião, vê a banda como “a menina dos seus olhos”. Uma opinião partilhada por João Marques, que está na direcção da secção desde 2009 e se orgulha de ter crescido com a banda, onde entrou aos seis anos de idade. Actualmente com 45 elementos, João Marques admite que nada o deixa mais feliz do que fazer parte da família e que a responsabilidade para que as coisas corram bem só tem vindo a aumentar com o passar dos anos. “Comparando com outras bandas centenárias somos uma banda jovem, porque quase toda a gente viu nascer a banda e não queremos ser nós a fazê-la acabar”, conta.
Tal como João Marques, Catarina Gonçalves está também na direcção da secção, uma responsabilidade que ganhou há três meses mas que assume com grande orgulho e satisfação. Na banda há nove anos, fica feliz por conseguir apoiar os elementos mais novos que vão entrando e por conseguir fazer parte de algo tão especial.
Para o presidente da ADR, Nuno Gonçalves, a banda tem uma elevada importância na comunidade. “Na nossa terra a maioria das pessoas aprendeu música, dos mais velhos aos mais novos e com isso conseguimos perceber o quão importante é a nossa banda”, sublinha.

Obras prometidas nas instalações de ensaio
A necessidade de obras nas instalações de ensaio da banda foi também um tema abordado durante as celebrações dos 40 anos da banda da ADR, quando Sérgio Alexandre, presidente da Junta de Freguesia de Vale do Paraíso, questionou António José Matos, vice-presidente da Câmara de Azambuja, sobre quando é que as crianças que frequentam a escola de música teriam instalações condignas.
O objectivo é que para além da sala de ensaio possam ser feitas salas de estudos para a escola de música. “Temos um edifício que está só para a banda e o que queremos fazer, além da sala de ensaio, é que se façam salas de estudo lá em cima. E uma associação como nós não tem capacidade para fazer esse investimento”, explica Nuno Gonçalves, presidente da ADR.
Na resposta o vice-presidente da câmara anunciou que, juntamente com a associação, vão começar a preparar as intervenções. “Juntos vamos perceber o que é necessário fazer para que estes jovens possam continuar a ensaiar, por isso o primeiro passo é fazer o projecto e depois avançar com a obra”, sublinhou António José Matos.
Com seis décadas de existência, a ADR “O Paraíso” quer continuar a trazer vida para a associação e a comunidade. A associação tem 500 sócios e uma grande variedade de secções, como o futebol, o futsal, o teatro, a banda, a escola de música, o fitness, ginástica e ainda uma secção de campismo e montanhismo.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1668
    12-06-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1668
    12-06-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo