Cultura | 01-10-2023 07:00

Dia Mundial da Música: José toca trompete sem um braço

Dia Mundial da Música: José toca trompete sem um braço
José Júlio foi amputado e quando saiu do hospital continuou o seu caminho na Filarmónica de Aveiras de Cima

José Júlio, 63 anos, é um exemplo do amor à música. Amputado de um braço não deixou de tocar trompete e só com uma mão toca em três filarmónicas dos concelhos do Cartaxo e Azambuja.

José Júlio, 63 anos, corre as bandas filarmónicas do concelho de Azambuja e do concelho do Cartaxo há quase 50 anos. No dia 7 de Junho de 1979 teve um acidente de trabalho na construção civil com um dumper que o atingiu e deixou soterrado com um metro e meio de terra. Chegou ao Hospital de Vila Franca de Xira com o braço esquerdo preso por poucos centímetros de pele e foi amputado. A história de José Júlio foi a escolhida para O MIRANTE assinalar o Dia Mundial da Música, que se assinala este domingo, 1 de Outubro, e que pode ler na íntegra na edição semanal em papel de quinta-feira, dia 5.

O músico, natural de Aveiras de Baixo, sonhava ingressar na banda da Marinha, mas não cumpriu os requisitos por não ter um braço. Toca nas filarmónicas de Vale do Paraíso, na de Pontével e na Filarmónica Recreativa de Aveiras de Cima que lhe empresta o trompete, porque o seu primeiro, comprado meses antes do acidente, já não está capaz.

O Dia Mundial da Música visa promover a arte musical em todos os sectores da sociedade, divulgar a diversidade musical e aplicar os ideais da UNESCO, como a paz e amizade entre as pessoas, a evolução das culturas e a troca de experiências. A data foi instituída em 1975 pelo International Music Council, uma instituição fundada em 1949 pela UNESCO, que agrega vários organismos e individualidades do mundo da música.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1672
    10-07-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1672
    10-07-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo