Cultura | 30-01-2024 12:00

Inclusão dos Bordados da Glória do Ribatejo no Inventário Nacional do Património Cultural Imaterial

Segundo aniversário assinala-se a 4 de Fevereiro e vai contar com diversas iniciativas organizadas pela Câmara de Salvaterra de Magos.

O segundo aniversário da Inclusão dos Bordados da Glória do Ribatejo no Inventário Nacional do Património de Cultura Imaterial assinala-se a 4 de Fevereiro. A Câmara de Salvaterra de Magos vai comemorar essa data no domingo, dia 4, no Espaço Jackson, no centro da aldeia. A exposição “A Infância...Touca e Babetes” é inaugurada nesse dia, pelas 15h00. As toucas de infância, juntamente com o vestido e o babete, constituíam o traje de infância. Estas peças são consideradas uma obra de arte, “uma profusão de cores e motivos decorativos espelham todo o primor e perfeccionismo das mulheres glorianas”, afirma o município de Salvaterra de Magos em nota de imprensa.

Na mesma data será lançado o segundo volume do estudo “Glória – Falar, Cantar e Contar”, de autoria de Rita Cachulo Pote e Joaquim Cachulo, numa publicação da Associação Rancho Folclórico da Casa do Povo de Glória do Ribatejo. Este estudo conta com o apoio da Câmara de Salvaterra de Magos e da União de Freguesias de Glória do Ribatejo e Granho. Trata-se de um estudo que surge na sequência de outros trabalhos já publicados pela associação com o objectivo de divulgar os varios aspectos que compõem o património imaterial de Glória do Ribatejo. Neste caso está em destaque a “vasta e rica tradição oral de Glória do Ribatejo em que o falar assume um papel muito importante”, refere o município.

Recorde-se que a Direção Geral do Património Cultural (DGPC), actual Património Cultural, I.P., inscreveu “Os Bordados da Glória do Ribatejo” no Inventário Nacional do Património Cultural Imaterial em 2022. A candidatura foi apresentada pela Câmara de Salvaterra de Magos tendo contado com a colaboração da Universidade de Évora e o apoio da União de Freguesias de Glória do Ribatejo e Granho, instituições e associações locais e de toda a comunidade local.

Os bordados são uma manifestação que se mantém activa há várias gerações na Glória do Ribatejo. “Este saber-fazer, transmitido oralmente e em contexto prático pelas mulheres de Glória do Ribatejo, era, e é, aplicado na elaboração de várias peças de vestuário quotidiano, na roupa da casa e em outros objectos de utilidades diversas. A simbologia e funcionalidade associadas à aplicação destes bordados confere-lhes características que os diferencia de outros bordados, sem qualquer expressão comercial ou de ostentação de riqueza. Estas peças deixam transparecer o rigor e o preceito de quem as borda”, pode ler-se na nota de imprensa do município.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1653
    28-02-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1653
    28-02-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo