Cultura | 19-02-2024 18:00

Santarém celebra cinquentenário do 25 de Abril com programa extenso e diversificado

Santarém celebra cinquentenário do 25 de Abril com programa extenso e diversificado

Comemorações dos 50 anos da Revolução dos Cravos em Santarém vão reconstituir acontecimentos e memórias e enaltecer o papel que os militares da antiga Escola Prática de Cavalaria tiveram nesse momento histórico do nosso país.

Na noite de 24 de Abril, a saída da coluna militar de Salgueiro Maia da Escola Prática de Cavalaria (EPC) de Santarém rumo a Lisboa vai ser reconstituída no antigo quartel militar, sendo um dos pontos altos das comemorações do cinquentenário da Revolução dos Cravos na cidade e no concelho. Nessa mesma noite e local é também encenado o espectáculo “Esta é a madrugada que eu esperava”, baseada em factos reais para texto pelo coronel Correia Bernardo, capitão de Abril que prestava serviço na EPC nessa altura. As dramatizações em torno desse acontecimento histórico não se ficam por aí, regressando o espectáculo de teatro comunitário “Um Canto de Liberdade”, com quatro sessões de 18 a 21 de Abril, na antiga EPC. No dia 27 de Abril, será recriado o regresso da coluna militar de Salgue Maia, no Largo do Município.

Destaque também para a música, com espectáculos para todos os gostos, destacando-se o que Sérgio Godinho & Os Assessores vai dar na noite de 13 de Abril na EPC. É também no antigo quartel que tem lugar a interpretação da Sinfonia nº2 “Resssurreição”, de Mahler, pela Orquestra Filarmónica Portuguesa e Coro Sinfónico Lisboa Cantat (7 de Abril) e o espectáculo “Filhos da Revolução”, com a Banda Sinfónica do Exército & Júlio Resende Fado Jazz (14 de Abril). O Teatro Sá da Bandeira será palco de outros concertos, como os de Manuel Freire, no dia 5 de Abril, ou dos cantores brasileiros Bia Ferreira (6 de Abril) e Luca Argel (12 de Abril).

O diversificado programa é organizado pela Câmara de Santarém juntamente com a Comissão das Comemorações Populares do 25 de Abril de Santarém - Associação Cultural, com o apoio da Comissão Comemorativa 50 Anos 25 de Abril e o envolvimento de muitos outras entidades. O programa inclui concertos, espectáculos solidários, evocativos e de "videomapping", exposições, cinema, teatro, encontro de coros, diversas actividades para o público infantil nas escolas das freguesias do concelho e para o público em geral, no âmbito do projecto “Abril’Arte”, e muitas outras propostas culturais. Destaque ainda para a exposição de fotografias da revolução da autoria de Alfredo Cunha, que vão estar em exibição no Jardim da República a partir de 3 de Abril.

Na apresentação da programação, o presidente da Câmara de Santarém, Ricardo Gonçalves, salientou a importância destas celebrações numa altura “muita agitada na vida de todos” e agradeceu à sociedade civil, que aceitou o desafio da autarquia de organizar um programa “repleto de grandes comemorações”.

A comissária-executiva da Comissão Comemorativa dos 50 anos do 25 de Abril, Maria Inácia Rezola, também presente na apresentação, destacou o dinamismo das celebrações, considerando que “o entusiasmo de homens como Salgueiro de Maia” são um exemplo “para a câmara, para as associações e para as escolas”. As comemorações arrancam oficialmente em 3 Abril, dia em que se assinala 32 anos da morte de Salgueiro de Maia.

A programação foi apresentada no dia 15 de Fevereiro, com a presença de outras personalidades, como o vereador da Cultura, Nuno Domingos, do presidente da Comissão das Comemorações Populares do 25 de Abril de Santarém, Madeira Lopes, e dos coronéis e capitães de Abril Correia Bernardo e Garcia Correia. Estiveram também presentes Natércia Maia, viúva de Salgueiro Maia, que no dia 25 de Abril de 1974, teve o seu encontro com a História, o vereador Nuno Russo, vários autarcas de juntas de freguesia do concelho e representantes de associações culturais, entre outros.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1660
    17-04-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1660
    17-04-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo