Cultura | 27-02-2024 18:00

Uma associação quase centenária que faz parte da história do Vale de Santarém

Uma associação quase centenária que faz parte da história do Vale de Santarém
Sociedade Recreativa Operária do Vale de Santarém é um exemplo de dedicação à comunidade

A Sociedade Recreativa Operária do Vale de Santarém comemorou no dia 3 de Fevereiro o 95º aniversário. A colectividade tem actualmente cerca de quatro centenas de associados e uma direcção que trabalha com afinco para proporcionar momentos únicos à comunidade.

A direcção da Sociedade Recreativa Operária do Vale de Santarém é composta por um grupo de pessoas que faz tudo o que é possível para não deixar acabar uma colectividade quase centenária. Fundada em 1929, na sala principal da sua sede estão as fotografias dos antigos presidentes da associação, com destaque para um dos seus fundadores, João Duarte Lourenço. Manuel José Duarte, 67 anos, natural do Vale de Santarém, é o actual presidente da direcção e foi o anfitrião das celebrações do 95º aniversário da associação, no dia 3 de Fevereiro, que envolveu um almoço-convívio que teve a presença de mais de uma centena de pessoas.
A associação tem disponível para a população a prática de ginástica, pilates, yoga, karaté e danças de salão. Em Janeiro deste ano abriram as inscrições para a escola de música. “Com muita carolice e um bocadinho de ajuda entre todos as coisas têm-se conseguido. Mas para manter uma associação a funcionar nos dias de hoje é preciso um esforço hercúleo”, afirma Manuel José Duarte, que se fez acompanhar na conversa com O MIRANTE por outros membros da direcção. O dirigente não esqueceu o trabalho da anterior direcção que esteve ao leme do barco mais de 15 anos. “Fizeram muito. Não deixaram acabar uma casa que trabalha em prol do bem-estar da população”, vinca.
Manuel Carvalho, vice-presidente da direcção, recorda quando na década de 80 parte das instalações da sede situada na Rua Alferes Aguiar ruiu. “Foram realizados vários eventos no sentido de angariar fundos para levantar a nossa casa. Todo a população contribuiu. É este o espírito que se vive na comunidade”, sublinha.


Aumento do número de sócios
Em 2023 a direcção conseguiu chamar mais pessoas para a associação que resultou num aumento do número de sócios, que já são perto de 400. As actividades regulares e as receitas obtidas através do bar são o grande sustento da colectividade, para além de alguns patrocínios que conquistam para os seus eventos como, por exemplo, o Baile da Pinha. Semanalmente, às segundas-feiras, há reunião da direcção para falar sobre o presente e o futuro e delinear estratégias onde, segundo afirmam, todas as opiniões contam. Em 2023 os órgãos sociais estiveram numa reunião na Câmara de Santarém onde demonstraram preocupação pelos problemas infraestruturais da sede. “Estamos a trabalhar diariamente e arduamente no sentido de angariarmos fundos para o caso do município não suportar os custos totais da obra”, refere Manuel Carvalho acrescentando que João Teixeira Leite, vice-presidente da câmara, esteve presente no almoço do dia 3 e registou a preocupação da comunidade.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1660
    17-04-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1660
    17-04-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo