Cultura | 21-03-2024 18:00

“A mulher que cozinhou o marido” assinala segunda vida do Centro Dramático Bernardo Santareno

“A mulher que cozinhou o marido” assinala segunda vida do Centro Dramático Bernardo Santareno
Centro Dramático Bernardo Santareno comemora 34 anos a 27 de Março, Dia Mundial do Teatro

O Centro Dramático Bernardo Santareno celebra 34º aniversário no Dia Mundial do Teatro. Durante alguns anos o grupo esteve quase inactivo devido à falta de apoios. Dinamiza actualmente um Curso de Iniciação Teatral e tem em cena a peça “A mulher que cozinhou o marido” com boa adesão do público.

Teve o seu auge quando conseguiu ser uma companhia de teatro profissional nos anos 90, que gostava de reactivar. Durante alguns anos o grupo esteve quase inactivo devido à falta de apoios, mas entretanto ressurgiu. Dinamiza um Curso de Iniciação Teatral para jovens há uma década, que tem sido um sucesso, e tem em cena a peça “A mulher que cozinhou o marido” com boa adesão do público.

O Centro Dramático Bernardo Santareno (CDBS) foi uma companhia de teatro profissional na década de 90 do século passado e gostava que voltasse a ser viável uma companhia de teatro profissional em Santarém, com actores de outros grupos de teatro e com apoios públicos. A ideia é de José Manuel Rodrigues, um dos fundadores do CDBS e encenador do grupo, em conversa com O MIRANTE a propósito do Dia Mundial do Teatro que se assinala a 27 de Março. É nessa data que o CDBS assinala 34 anos de existência.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1660
    17-04-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1660
    17-04-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo