Cultura | 30-06-2024 07:00

Benavente vibra com a sétima edição das Marchas Populares

Benavente vibra com a sétima edição das Marchas Populares
José Santos, presidente da associação organizadora, explicou temática da marcha da casa

Depois de uma paragem forçada pela pandemia, as Marchas Populares regressaram às ruas de Benavente. A marcha da casa destacou-se pelo tema “Benavente Tique Taque”, inspirado no relógio da torre dos Paços do Município.

Nem a noite fria conseguiu afastar a multidão que se reuniu no dia 22 de Junho para assistir à sétima edição das Marchas Populares de Benavente. O evento, marcado pela animação e pela tradição, atraiu centenas de pessoas à Igreja Matriz para ver desfilar sete marchas participantes. Os conjuntos, vindos de Benavente, Almeirim, Benfica do Ribatejo, Fazendas de Almeirim, Mafra e Lisboa, encantaram o público com as suas coreografias e trajes coloridos. O desfile começou no largo do mercado mensal e culminou no Parque 25 de Abril, num percurso repleto de espírito festivo.
Organizada pela Associação Recreativa Senhora da Graça de Benavente, a iniciativa incluiu também um espaço dedicado a artesanato, farturas, licores e bar, reforçando a vertente cultural e social do evento. “Benavente merece ter a sua marcha popular e, mais uma vez, cumprimos a tradição dos santos populares”, afirmou José Santos, presidente da associação organizadora. “Este ano voltámos a erguer-nos após a pausa forçada pela pandemia”, vincou.
Com 30 elementos, a marcha de Benavente destacou-se pelo tema “Benavente Tique Taque”, inspirado no relógio da torre dos Paços do Município, destruído pelo terramoto de 1909 e posteriormente reconstruido. “É um objecto importante para a nossa vila”, sublinhou José Santos.
Entre os participantes, Bruna Silva e a sua filha Maria Leonor Santos, de Samora Correia, trouxeram ainda mais brilho ao desfile. A progenitora sintetizou o que a filha de poucos anos de idade mais gosta. “Ela adora vestir-se, pintar-se e participar nos ensaios. É um orgulho continuar esta tradição”, disse Bruna Silva. Helena Cunha, presidente da Associação de Reformados, Pensionistas e Idosos do Concelho (ARPIC) de Benavente, partilhou o entusiasmo do grupo de reformados que, com mais de 70 anos, desfilou com vigor. “Participar é fantástico. Deixamos as novelas de lado e saímos para a rua, rejuvenescendo com a energia das marchas”, realçou.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1673
    17-07-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1673
    17-07-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo